Na contramão do que acreditam muitas lideranças tradicionais do mercado, o fundador, presidente e co-CEO da Salesforce, Marc Benioff, acredita que sim, as pessoas são mais produtivas trabalhando de suas casas. E não apenas isso: ele acredita que a grande maioria dos CEOs não esperavam a quantidade de pessoas que desejariam trabalhar de casa após a pandemia.

“O fenômeno que eu vejo acontecendo globalmente é: poucos funcionários irão retornar aos escritórios locais, menos do que muitos CEOs esperavam”, disse ele, em entrevista à CNBC.

publicidade

O executivo ressalta, ainda, que o “novo normal” mudou alguns aspectos no mundo corporativo: “Você realmente começa a ver uma presença muito menor de pessoas nos escritórios e os funcionários são muito produtivos em casa. Eles conseguem realizar seus trabalhos de casa e conseguem ser bem-sucedidos de qualquer lugar”.

Homem usa o computador trabalhando em home office
Home office pode se consolidar como nova modalidade de trabalho no pós-pandemia. Imagem: Creative Lab/Shutterstock

Vale lembrar que algumas empresas adotaram abordagens diferentes de trabalho ao longo da pandemia, com algumas dando mais ênfase ao regime presencial.

Na Salesforce, o trabalho remoto já era uma realidade desde antes da pandemia, mas ainda assim muito mudou.

Em números, Benioff espera que 60% dos funcionários decidam trabalhando de casa, em regime home office, após a crise. Em comparação, antes da Covid-19, esse montante representava apenas 20%.

A Salesforce diz que oferecerá mais flexibilidade quando a questão for o local de trabalho.

Outras gigantes da indústria planejavam acelerar o retorno aos escritórios, contudo, a maioria adiou os planos em virtude do avanço da variante delta, que desencadeou um novo surto da doença nos EUA — a Apple, por exemplo, já desistiu da volta aos escritórios pela terceira vez.

Leia mais:

Salesforce obteve mais de US$ 6 bi em receita

Os comentários de Benioff com relação à maioria dos colaboradores decidir trabalhar em casa mesmo após a pandemia veio depois de o executivo declarar que a empresa obteve ganhos acima do esperado para o segundo trimestre fiscal: US$ 6 bilhões em receita.

Após o anúncio dos números, as ações da Salesforce subiram 3% nesta quarta-feira (25).

A companhia, inclusive, elevou a sua projeção de lucro para 2021 após fechar o trimestre com crescimento de receita de 23% (US$ 6,34 bilhões).

A sua unidade de software de integração e análise de dados Tableau, gerou receita de US$ 1,88 bilhão, um aumento de 24%.

Já a divisão de computação em nuvem, Service Cloud, registrou receita de US$ 1,60 bilhão, alta de cerca de 23%.

Por fim, as ações da empresa subiram 17% desde o início do ano, enquanto o índice ‘S&P 500’ (Standard & Poor’s 500, uma lista das 500 ações mais negociadas na Bolsa de Nova Iorque e NASDAQ) subiu quase 20% no mesmo período.

Neste trimestre, vale destacar que a Salesforce também concluiu a aquisição de quase US$ 28 bilhões da empresa de aplicativos de comunicação Slack.

Crédito da imagem principal: Sundry Photography/Shutterstock

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!