A fabricante romena Dacia lançou nesta sexta-feira (3) a minivan Jogger, seu primeiro veículo com potência híbrida e atualmente um dos mais acessíveis no segmento, ao menos na Europa. Por lá, a perua de cinco ou sete lugares sai por 15 mil euros — em torno de R$ 92,5 mil em conversão direta, sem impostos e taxas de importação.

Baseado na nova geração do Sandero, da empresa-mãe Renault, o design do Jogger traz a característica assinatura da fabricante romena em Y e uma larga grade dianteira. O modelo também apresenta rodas de liga leve e racks de teto modulares que podem acomodar desde esquis a bicicletas — a capacidade de carga é de 79,8 kg. A altura livre do solo é de 200 mm.

publicidade

Por dentro, o Jogger mede um pouco mais de 4,5 metros de comprimento e fornece espaço para uma família de sete pessoas, com três fileiras de assentos – cada uma com sua própria iluminação. O volume do bagageiro é de 160 litros com os bancos traseiros colocados e 708 litros com os assentos rebatidos. De acordo com a Dacia, há mais de 60 configurações possíveis para os assentos dobráveis.

Espaço interno do Dacia Jogger
Jogger fornece espaço para uma família de sete pessoas (Dacia/Divulgação)

Sistemas de conectividade e segurança

Na versão mais básica, o Jogger oferece dois alto-falantes e uma docking station para smartphone integrada ao design do painel. Na intermediária, o sistema de som do carro ganha quatro alto-falantes e uma tela touchscreen de 8” montada no alto do painel de instrumentos com conexão Bluetooth e compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay.  

Já na última configuração, o motorista tem acesso a um sistema Media Nav, que fornece conectividade Wi-Fi para usuários de Android e Apple, uma função de navegação completa no carro e um sistema de áudio com seis alto-falantes e duas portas USB.

Em termos de segurança, todos os modelos Jogger vêm com assistência de freio e estacionamento, alerta de ponto cego e assistência de partida em subida.

Sistema de conectividade do Dacia Jogger
Dacia Jogger oferece compatibilidade com Android Auto e Apple CarPlay (Dacia/Divulgação)

Jogger terá três opções de motores de fábrica, um deles híbrido

Graças à plataforma emprestada da Renault (que a usa para o Clio e o Captur), a Jogger terá três opções de motor. O primeiro é um novo propulsor 1.0 de três cilindros com turbocompressor que produz 110 cavalos e 200 Nm de torque. Também será oferecido um 1.0 turbo, que utiliza a mesma estrutura do Sandero. Ambos são movidos a gasolina.

Por outro lado, a grande novidade virá em 2023, quando o Jogger se tornará o primeiro carro da Dacia a apresentar tecnologia híbrida. O propulsor será uma unidade de potência de 1,6 litros, com dois motores elétricos e uma caixa de câmbio automática multimodos operando ao lado de uma bateria de 230V com 1,2 kWh.

Ainda não há planos para um híbrido com tomada plug-in, embora a flexibilidade da plataforma da Renault permita tal funcionalidade. “Podemos utilizar essa tecnologia existente e adaptá-la de forma muito rápida porque a plataforma é a mesma”, explicou o diretor de design da Dacia, David Durrand, à revista inglesa Autocar.

O Jogger deve chegar às concessionárias da Europa em fevereiro de 2022. O veículo estará em exibição durante o IAA Mobility 2021 na semana que vem, no Salão de Munique (Alemanha).

Dacia Jogger
Jogger será o primeiro veículo da Dacia com motor híbrido (Dacia/Divulgação)

Com informações de Autoevolution e Autocar

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!