O Met Gala foi um dos temas mais comentados nas redes sociais durante essa semana, seja pelos looks extravagantes da nata de Hollywood presente no evento, seja por algumas ausências. Uma das mais sentidas foi a de Nicki Minaj, que não foi ao evento por não ter se vacinado contra a Covid-19.

Ao ser questionada do motivo de não ter se imunizado, a rapper disse que o amigo de um primo dela de Trinidad e Tobago, terra natal da cantora, ficou sexualmente impotente após tomar a vacina. Segundo ela, o parente relatou que o amigo ficou com os testículos inchados e, depois disso, não conseguiu mais ter ereções.

publicidade

O negacionismo e as teorias da conspiração em relação às vacinas são um assunto sério, e isso ganha ainda mais tração quando quem dissemina essa desinformação é uma artista famosa, que tem mais de 22 milhões de seguidores só no Twitter e um grande poder de influência sobre o público jovem.

Impossível de acontecer

É importante dizer que durante a aplicação em massa das vacinas ao redor do mundo, a impotência sexual e inchaço nos testículos não estão entre os efeitos colaterais causados pelas vacinas contra a Covid-19. Segundo o infectologista Anthony Fauci, chega a ser absurdo cogitar algo assim.

Em entrevista à CNN, o médico, que atua como conselheiro da Casa Branca em relação aos cuidados com a Covid-19, disse que não há evidências de que isso aconteça. Segundo Fauci, não existem sequer razões para imaginar que efeitos sobre a saúde reprodutiva possam acontecer.

O infectologista Anthony Fauci
Anthony Fauci disse que sequer faz sentido cogitar que vacinas possam provocar disfunção erétil ou impotência sexual. Crédito: Noel St. John/Northwestern University

A fala de Fauci é corroborada pelo Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC). A agência, que tem um papel similar ao da nossa Anvisa, apontou que nenhuma das vacinas da Covid-19 causa problemas de fertilidade, seja em mulheres, seja em homens.

A vacinação nos EUA tem sido bastante sabotada por conta de teorias conspiratórias e pela ação de grupos antivacinas. Para Anthony Fauci, há muita desinformação sobre vacinas, principalmente nas redes sociais, e é necessário fornecer informações de qualidade para combater esse fenômeno.

Inocência ou irresponsabilidade?

Em um recado direto para Nicki Minaj, o infectologista disse não acreditar que a cantora agiu de forma maldosa. Contudo, ressaltou que ela precisaria pensar duas vezes antes de propagar informações que não têm base na realidade.

Leia mais:

Apesar da postura, no mínimo, temerária em relação às vacinas, a rapper postou uma mensagem em seu Twitter dizendo que pode se vacinar. Porém, somente depois de sentir que pesquisou o suficiente sobre as vacinas para se sentir segura em relação aos imunizantes.

Por fim, ela deu algumas dicas que são realmente úteis e pediu aos seus fãs para que usassem máscaras do tipo PFF2 e seguissem respeitando o distanciamento social. Esse último conselho deve ser seguido, tanto antes quanto depois de tomar a vacina.

Via: Futurism

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!