A ivermectina, que não tem eficácia contra a Covid-19, está sendo usada de forma indiscriminada nos Estados Unidos. Os casos de intoxicação pelo vermífugo quase dobraram no último ano e as autoridades alertam que o medicamento não deve ser usado no tratamento da doença. Enquanto isso, grupos no Facebook que promovem a desinformação e incentivam o consumo do remédio continuam crescendo.

Segundo o The New York Times, a plataforma removeu dezenas de grupos, mas muitos permanecem ativos e com o número de membros aumentando. Para contornar as regras da rede social, muitos desses grupos se disfarçam e adotam estratégias próprias para não serem detectados pelo algoritmo.

publicidade

Alguns dos grupos ainda ativos possuem cerca de 70 mil membros. Comprar ivermectina nos EUA está cada vez mais difícil, justamente após teóricos da conspiração apontarem o medicamento como uma cura para a Covid-19. Então muitos desses grupos são focados na venda do produto, mostrando táticas para burlar a legislação local.

Ivermectina usada contra a Covid-19

Esses ambientes ainda são usados para atrair as pessoas que, uma vez no grupo, são induzidas a irem para locais com menos controle e regras de moderação, como o Telegram. A comunicação nos grupos é feita usando códigos e palavras que tentam driblar os moderadores da rede social.

O Facebook diz que proíbe a venda de ivermectina e qualquer outro tipo de medicamento na plataforma. “Removemos o conteúdo que tenta comprar, vender ou doar para ivermectina”, explicou Aaron Simpson, porta-voz do Facebook ao jornal. “Também aplicamos ações contra qualquer conta ou grupo que viole nossa Covid-19 e as políticas de vacinas, incluindo alegações de que a ivermectina é uma cura ou prevenção garantida, e não permitimos anúncios que promovam a ivermectina como um tratamento para a Covid-19.”

Preocupada com o aumento do consumo indiscriminado de ivermectina, a Food and Drug Administration (FDA), agência regulatória dos EUA, soltou uma nota recentemente explicando que pessoas não devem tomar o medicamento para tratar a Covid-19. “Você não é um cavalo. Você não é uma vaca. Sério pessoal. Pare com isso”, diz um trecho.

Aqui no Brasil, a ivermectina, junto com a hidroxicloroquina, chegou a ser apontada por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro como um medicamento eficaz contra a Covid-19. Apesar disso, estudos indicam que esses remédios não têm nenhum impacto contra o vírus.

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!