Os Estados Unidos vão suspender totalmente as restrições para a entrada de estrangeiros que estejam vacinados e viajem até o país a partir de 8 de novembro. Qualquer imunizante aprovado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) vai ser aceito pelas autoridades, o que inclui todas as vacinas em uso no Brasil.

Para viajar até o país, é preciso estar com o comprovante de vacinação com o ciclo de imunização completo e um teste de Covid-19 negativo feito até três dias antes do embarque para quem for de avião. Quem atravessar por terra, vindo do Canadá ou México, não vai precisar do teste, apenas da carteira de vacinação.

publicidade

Restrições para vacinados nos EUA

O governo Joe Biden já havia dito que ia liberar as restrições em novembro, mas ainda não tinha sido revelada uma data específica. Agora, o dia 8 de novembro foi confirmado.

Leia mais:

“As viagens internacionais são essenciais para conectar famílias e amigos, para abastecer pequenas e grandes empresas, para promover o intercâmbio aberto de ideias e cultura”, disse Jeff Zients, coordenador de pandemia da Casa Branca. “É por isso que, com a ciência e a saúde pública como nosso guia, desenvolvemos um novo sistema de viagens aéreas internacionais que aumenta a segurança dos americanos aqui em casa e aumenta a segurança das viagens aéreas internacionais”, completou.

Desde o começo da pandemia da Covid-19, muitos países do mundo, inclusive os Estados Unidos, mantém restrições para estrangeiros. As limitações foram implementadas para evitar a propagação do vírus. Turistas do Brasil, países europeus, além de China, Irã e outras nações foram impedidos de entrar nos EUA durante meses e, após a liberação para alguns, isso ainda era feito de forma controlada.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!