A Varda Space Industries, empresa de Torrence, Califórnia, fechou acordo com a SpaceX para enviar sua primeira fábrica espacial ao espaço em um foguete Falcon 9 no começo de 2023. Curiosamente, o veículo que vai abrigar a fábrica da Varda é de um das rivais da SpaceX, a Rocket Lab.

A proposta da Varda Space é ter uma pequena fábrica em órbita, na qual pode fazer a produção em massa de materiais sensíveis, que precisem ser produzidos em microgravidade. O conceito de fabricar no espaço é antigo, e muita coisa já foi feita na ISS, mas a proposta da Varda é ir além do que foi feito até hoje.

publicidade

Segundo seu fundador e presidente, Delian Asparouhov, as fábricas espaciais vão produzir “produtos de mercado de alto valor como cabos de fibra óptica, itens farmacêuticos e semicondutores.” Esse ano, a empresa conseguiu levantar US$ 50 milhões em investimentos, e agora, finalmente vai poder lançar e colocar em órbita seu primeiro protótipo de fábrica espacial.

Fábrica espacial da Varda terá três módulos

Essa fábrica será uma prova de conceito, e vai preparar o terreno para a segunda e terceira fábricas espaciais, que devem ser lançadas até 2024.

A primeira fábrica espacial da Varda terá três módulos, e o principal deles é a espaçonave Photon, terceiro estágio do foguete Electron da da Rocket Lab. Vale citar que a empresa recentemente comprou três Photon para seus testes. Os outros dois módulos serão fabricados pela própria Varda, um para a fabricação dos materiais e o outro para a reentrada na Terra.

Fundadores trabalharam na SpaceX e Founders Fund

Em uma entrevista ao Yahoo! Finance alguns meses atrás, os fundadores da Varda Space Industries falaram sobre as vantagens de se fabricar em gravidade zero. Will Bruey e o já citado Delian Asparouhov, são os dois fundadores da Varda Space Industries. Bruey trabalhou anos no projeto da Crew Dragon na SpaceX, e Asparouhov trabalhava no Founders Fund de Peter Thiel.

Leia mais:

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!