Na China Mobile Global Partners Conference, o executivo da Realme Xu Qi revelou que a companhia está trabalhando em um celular flagship para ser lançado no começo do ano que vem. Qi não deu mais detalhes sobre o novo produto, mas revelou o preço do celular: algo em torno de CNY 5.000 (US$780 ou R$4.330 na cotação atual).

Atualmente, o Realme GT é o modelo mais próximo de um flagship que a marca fabrica. Esses smartphones contam com chipset topo de linha Snapdragon 888, mas as câmeras não são consideradas flagships, com o GT Master contando com câmera principal de apenas 64 MP. A Realme já mencionou estar pesquisando sensores e periscópios de 108 MP, mas essas melhorias ainda não tinham sido implementadas nos celulares da companhia chinesa.

Até o momento, a Realme aplicava uma estratégia “dual flagship”, onde a companhia dividia seus celulares mais caros entre aqueles que entregam a melhor performance e os que entregam as melhores câmeras. Os modelos GT são aqueles com melhor performance, mas custam metade do preço de um flagship, CNY 2.500 (cerca de R$2.170). Atualmente o smartphone mais caro da Realme é o X50 Pro 5G, com câmera quadrupla, com preço inicial de CNY 3.600 (R$3.120).

Leia mais:


Segundo a imprensa chinesa, essa ação da Realme é uma tentativa da Huawei de recuperar uma fatia do mercado de celulares de ponta com um produto com chipset e câmeras topo de linha. E essa decisão vai colocar a Realme para enfrentar a Oppo e a OnePlus na arena dos smartphones flagships.

publicidade

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!