A Toyota revelou nesta sexta-feira (5) a terceira geração do Aygo, rebatizado como Aygo X e transformado de um hatch para um SUV ultracompacto.

No novo carro, a fabricante japonesa seguiu a premissa do carro-conceito X-Prologue — por conta disso, o sufixo no nome do SUV —, divulgado no início deste ano, mas manteve parte das características que definem seu antecessor: teto de lona retrátil, porta-malas de vidro com peça única e conjunto de luzes traseiras verticais. A silhueta foi elevada em 50 milímetros, enquanto a traseira afunilada sugere um foco na agilidade para ambientes urbanos.

publicidade

Construído sob a plataforma GA-B, a mesma do Yaris e do Yaris Cross, o Toyota Aygo X é cerca de 3 cm mais longo do que a geração anterior. O entre-eixos foi ampliado em 9 centímetros, fornecendo um espaço interno maior, enquanto um aumento de 1,3 cm na largura melhorou o espaço para os ombros e folgou a distância entre os bancos dianteiros. A frente do novo SUV também é um pouco mais curta que o Yaris, o que facilita na hora de estacionar.

Toyota Aygo X
Toyota/Divulgação

De acordo com a Toyota, o Aygo foi desenhado para ruas estreitas, o que faz do diâmetro de giro do automóvel — o espaço necessário para o carro mudar de sentido em uma via — como um dos melhores no mercado: 9,4 m. A montadora japonesa ainda ressalta que, por sua altura (1,51 m), o Aygo X é mais rígido e menos sujeito a capotar do que seu predecessor, graças ao sistema de suspensão “comprovado” da nova arquitetura GA-B.

Internamente, o SUV traz o motor 1.0 a gasolina — a única opção, vale dizer — com potência de 72 cavalos e 31,3 kgfm de torque. A transmissão pode ser manual de cinco velocidades ou CVT automática.

O Toyota Argo X chega às concessionárias da Europa no início de 2022. Provavelmente, por um preço de 16 mil euros (o equivalente a R$ 104 mil na cotação desta sexta-feira).

Toyota Aygo X
Toyota/Divulgação

Versão esportiva

A Toyota não descarta a possibilidade de produzir no futuro uma versão esportiva do Aygo X como uma espécie de modelo de entrada para a linha GR.

Em entrevista à Autocar, nesta sexta-feira (5), durante o lançamento do carro, o vice-presidente da Toyota na Europa, Andrea Carlucci, disse que ainda não há planos, de fato, no papel para um modelo esportivo, mas há potencial.

“Quaisquer que sejam nossos planos, este carro precisa de um olhar no chassi e na rigidez da carroceria, [mas] há potencial para fazer uma versão esportiva”, avaliou o executivo. “Vamos ser claros. Não está nos nossos planos, mas você vai descobrir e talvez comentar para nos ajudar a entender o quanto há de potencial nisso. Nunca diga nunca [sobre a possibilidade de uma versão GR].”

Caso tal opção seja viável para a Toyota, uma versão esportiva do Aygo X funcionaria como um modelo de base para a linha GR, com preços e especificações que a colocariam entre um Aygo X padrão e um Yaris esportivo. Os dois modelos — Aygo X e Yaris — também compartilham a mesma plataforma, o que poderia facilitar a adaptação do motor 1.6 turbocomprimido do Yaris ao irmão menor.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!