A pandemia da Covid-19 ganha força em alguns países na Europa e, nesta quinta-feira (11), a Alemanha bateu recorde diário de novos casos da doença desde o começo da pandemia, com 50.196 novas infecções em 24 horas. Apesar disso, as mortes crescem em proporção mais baixa por conta da vacinação.

O governo ainda não ampliou as medidas restritivas para evitar a propagação do vírus. Mas, em regiões como a Baviera, uma das mais afetadas pelos novos casos, pessoas não vacinadas não vão poder circular em alguns locais como bares e restaurantes.

publicidade

Até então, a Alemanha nunca havia registrado mais de 50 mil casos de Covid-19 em um único dia. O recorde era de 7 de janeiro, quando 45.333 pessoas tiveram o diagnóstico positivo para a doença. Alguns hospitais do país já sentem o aumento nas internações.

Covid-19 na Alemanha

Mesmo com recorde de casos, as mortes seguem muito abaixo do auge da pandemia. O país registrou nesta quinta 235 óbitos. Bem abaixo dos 1.734, de 19 de janeiro. Apesar disso, a situação é considerada dramática e o governo já afirmou que a “pandemia voltou a se alastrar de forma impressionante”.

Até o momento, 66% dos cidadãos da Alemanha já receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19. Cerca de 69% tomaram pelo menos uma dose. A proporção é considerada baixa considerando que o imunizante já está disponível para toda a população adulta há meses.

Leia mais:

O diretor da OMS para a Europa, Hans Kluge, disse em coletiva que “estamos, mais uma vez, no epicentro”. Ele ainda destaca que com o ritmo atual podemos ter “outro meio milhão de mortes de Covid-19” em fevereiro.

A OMS ainda explicou que na Europa, as taxas de internação hospitalar foram maiores em países onde menos pessoas foram vacinadas contra a Covid-19. O órgão também destaca que o relaxamento das medidas de contenção estão contribuindo para o aumento de casos.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!