O Ministro das Comunicações, Fábio Faria, publicou em sua conta oficial no Twitter um vídeo de seu encontro com Elon Musk, CEO e fundador da SpaceX. O objetivo da ocasião – ocorrida em Austin, no Texas – era o de “iniciar uma parceria” para levar a Starlink, plataforma de internet via satélite da empresa de Musk, à região amazônica.

No vídeo, Faria fala sobre o uso da estrutura da Starlink na preservação da floresta amazônica – uma pauta cujas críticas recentes atiçaram o interesse do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) -, enquanto Musk ressalta os benefícios da plataforma para escolas, hospitais e outras estruturas de zonas rurais cujo acesso é mais complicado pela fibra óptica convencional.

publicidade

Leia também

O encontro foi parte da agenda do ministro, que viajou aos Estados Unidos para conversar com diversos investidores de diferentes setores da indústria. No tuíte, Faria ainda teceu uma introdução elogiosa ao recente leilão do 5G – ainda que isso não tenha relação direta com a Starlink.

“Estamos trabalhando para fechar essa importante parceria entre o governo brasileiro e a empresa SpaceX. Queremos aliar a tecnologia desenvolvida por eles com o programa Wi-Fi Brasil do Ministério das Comunicações. O nosso objetivo é levar internet para áreas rurais e lugares remotos, além de ajudar no controle de incêndios e desmatamentos ilegais na floresta amazônica”, informou nota emitida pelo ministério.

A reunião, contudo, foi divulgada apenas pelo lado brasileiro. Em seu perfil oficial no Twitter, Elon Musk não comentou sobre o encontro com Fábio Faria. Desde o início do final de semana passado, o CEO tem se envolvido em fios de conversa sobre a taxação de grandes fortunas – algo sem relação com a ocasião. Nos perfis da SpaceX e Starlink, também não houve qualquer comentário até o fechamento desta matéria.

O encontro entre o ministro e o CEO deu origem a algumas especulações de apoiadores do atual governo, por meio de montagens que afirmam que o próprio Elon Musk estaria a caminho do Brasil “para discutir” os termos de uma suposta parceria. Vale lembrar que tal afirmação não veio do ministério em si, mas sim de usuários em resposta ao tuíte de Faria.

Contudo, não há nenhum indício ou comentário oficial de qualquer parte de que o CEO da SpaceX esteja vindo para cá. A julgar pela forma como o rumor foi criado, é provável que os criadores das montagens estejam misturando uma outra situação: em 31 de agosto de 2021, nós falamos sobre um comunicado da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) sobre a disputa pela oferta de internet via satélite no Brasil.

Tal disputa viria por meio de uma licitação ainda a ser oficializada – mas a Anatel confirmou que a SpaceX é uma das empresas que podem vir a participar. A agência não informou quais seriam as outras quatro.

Sobre o encontro com Fábio Faria, a Anatel disse ao G1, via comunicado, que a SpaceX “ainda” não tem a permissão para atuar com o seu produto em território brasileiro.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!