A Microsoft divulgou detalhes sobre novos problemas encontrados em dispositivos com o Windows 11. De acordo com a empresa, computadores que estão com a versão 21H2 do sistema podem sofrer com erros de compatibilidade envolvendo os drivers de áudio de placas da Intel.

Segundo a Microsoft, uma falha na comunicação entre o Windows 11 e o driver Intel SST (Smart Sound Technology) pode resultar na chamada tela azul da morte (BSOD). Embora não tenha relação, a notícia foi divulgada poucos dias após a Microsoft atualizar a famosa tela de erro do Windows.

publicidade

Em nota, a Microsoft declarou que trabalha em conjunto com a Intel para identificar uma solução para o erro de compatibilidade e que já adicionou uma solução provisória para o problema aplicando uma suspensão de atualização dos dispositivos afetados.

“Para proteger sua experiência de atualização, aplicamos uma suspensão de compatibilidade em dispositivos com drivers Intel SST afetados contra a oferta do Windows 11. Se a sua organização estiver usando o Update Compliance, a ID de proteção é 36899911”, declarou a Microsoft.

O Intel SST é um processador de sinal digital de áudio que é responsável por manipular e processar as frequências sonoras recebidas pelo computador. A MS observa que o problema foi identificado nas versões 10.29.00.5714; 10.29.005714 e posteriores do driver da Intel.

Leia mais:

Windows 11 sofreu com erros de lançamento

A atualização do Windows 11 já está disponível para todos os usuários do Windows 10. O novo sistema operacional, no entanto, exige processadores compatíveis com a tecnologia TPM 2.0 – presente a partir dos processadores de 8ª geração da Intel e da série 2000 Ryzen da AMD.

Apesar da grande adesão, o sistema sofreu com algumas falhas de lançamento em suas primeiras semanas, incluindo queda de desempenho em computadores equipados com chips da AMD. Os erros, por sua vez, foram solucionados rapidamente por um suporte conjunto das fabricantes.

De acordo com a Microsoft, o Windows 11 será disponibilizado para mais computadores nas próximas semanas. Além disso, o sistema passará a receber um número maior de atualizações de serviços e de segurança a partir de 2022.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!