Uma americana com Covid-19 em estado grave escapou da morte após acordar no dia em que teria os aparelhos que a mantinham viva desligados. Os familiares de Bettina Lerman, de 69 anos, e a equipe médica, já não tinham mais esperanças na recuperação da idosa. O caso aconteceu em Oregon, nos Estados Unidos.

De acordo com o relato de seu filho, Andrew Lerman, para a CNN, a família já havia escolhido o caixão e preparava o velório quando um telefonema do médico mudou tudo. “Ele [o médico] disse ‘bem, preciso que você venha aqui imediatamente’. Eu disse, ‘Ok, o que foi?’”, contou o filho.

publicidade

“Ele disse: ‘Bem, está tudo bem. Sua mãe acordou. ” ‘, completou. A idosa estava internada com Covid-19 desde o dia 12 de setembro e no dia 21 passou a precisar de aparelhos respiração mecânica. Ela planejava tomar vacina quando adoeceu, mas não chegou a receber o imunizante.

Com Covid-19, mulher acorda no dia em que teria aparelhos desligados
Imagem: CNN

Covid-19: internada com ajuda de aparelhos

Após a piora, os médicos não esperavam por sua recuperação. “Tivemos uma reunião de família com o hospital porque minha mãe não estava acordando. Não importa o que eles fizessem, eles não podiam fazê-la acordar”, explicou Lerman. 

“Disseram que os pulmões dela foram completamente destruídos. Há danos irreversíveis, mas isso não vai acontecer”, completou o filho. A mulher acordou no dia 29 de outubro e, segundo a emissora, segue internada em estado grave.

Leia mais:

Bettina sofre de diabetes e teve um ataque cardíaco há alguns anos. Apesar da gravidade do quadro, o filho diz que a mãe está consciente. “Ela sabe onde está, quem ela é, ela é tão perspicaz”, explicou.

“Normalmente, quando alguém sai de um coma assim, eles dizem que os pacientes têm delírios e ficam muito confusos. Desde o primeiro dia, ela não experimentou nada disso”, completou ainda.

Os médicos ainda não sabem como a idosa se recuperou da Covid-19. “Então eles não podem explicar do ponto de vista médico. Talvez seja do ponto de vista religioso. Não sou tão religioso, mas estou começando a acreditar que há algo que a ajudou.”, disse também o filho.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!