Começa neste sábado (20) a campanha nacional de Mega Vacinação contra a Covid-19. Serão eventos simultâneos em seis capitais do país para incentivar a população a voltar aos postos de vacinação e tomar a segunda dose ou dose de reforço do imunizante contra o coronavírus.

A ação é realizada em Salvador (BA), Manaus (AM), Brasília (DF), Rio de Janeio (RJ), São Paulo (SP) e Curitiba (PR). Marcelo Queirosa, o ministro da saúde, estará presente na campanha realizada na capital carioca. Com o solgan “Proteção pela metade não é proteção”, a campanha vai até o dia 26 de novembro.

publicidade

Leia mais:

Até a próxima sexta-feira, os postos de vacinação em todo o Brasil devem intensificar a imunização da população. Os esquemas serão definidos pelas secretarias de saúde dos estados e municípios, a fim de contemplar a possibilidade de presença dos “atrasados”.

Assim, a pessoa que ainda precisa recebe alguma dose da vacina contra a Covid-19 deve procurar se informar junto à prefeitura do local onde reside sobre o local para se vacinar. Durante toda a campanha de imunização contra a doença, geralmente as redes sociais oficiais destes órgãos disponibilizam parte dessas informações, como lugares e horários de funcionamento.

Calendários distintos de imunização provocam migração por vacinas
Cerca de 9,3 milhões de pessoas estão aptas a receber a terceira dose da vacina. Créditos: Shutterstock

Com a Mega Vacinação, 21 milhões de brasileiros que não tomaram a segunda dose da vacina devem procurar os postos e completar o ciclo vacinal. Aqueles aptos a tomar a terceira dose, chama de dose de reforço, também podem procurar os postos. Atualmente, cerca de 9,3 milhões de pessoas estão aptas a receber mais uma injeção.

Os estados com mais atrasados são São Paulo, com 4,1 milhões, e Minas Gerais, com 2,2 milhões. Já a faixa etária com mais pessoas nessa condição é a das idades entre 30 e 34 anos, com 2,9 milhões de pessoas.

A nova ação de vacinação contra a Covid-19 é promovida pelo Ministério da Saúde em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

Até agora, 157,3 milhões de brasileiros tomaram a primeira dose e 128,4 milhões , a segunda dose ou a dose única.

Via: Agência Brasil

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!