No último domingo (21), o helicóptero Ingenuity completou mais um voo em Marte. Com esse, já são 16 voos realizados pela aeronave no Planeta Vermelho.

De acordo com uma descrição dos planos para o voo, publicada na semana passada no site do Programa de Exploração de Marte (MEPAG) da Nasa, o objetivo era levar o Ingenuity um passo mais perto de sua pista de pouso original, apelidada de Wright Brothers Field (Campo dos Irmãos Wright). 

publicidade
Imagem em preto e branco feita pela câmera de navegação do Ingenity durante seu segundo voo em Marte
Projetado para fazer cinco voos em Marte, Ingenuity acaba de completar seu 16º voo no Planeta Vermelho. Imagem: Nasa/JPL-Caltech

Assim, o drone sobrevoou os “Cumes Elevados” a 3 mph (1,5 metros por segundo), pousando próximo à borda de “Séítah do Sul”, que fica a 116 metros do local de partida. 

Segundo a Nasa, o terreno de Séítah é particularmente desafiador para o algoritmo de navegação do Ingenuity. “Como o algoritmo de navegação assume um terreno plano, qualquer alteração na altura do terreno introduz um erro de rota”, revelou a agência em comunicado. 

“#MarsHelicopter continua a prosperar!”, publicou a equipe da missão no Twitter, no dia seguinte ao evento. “O poderoso helicóptero completou seu 16º voo no Planeta Vermelho no último fim de semana, viajando 116 metros a nordeste por 109 segundos. Ele capturou imagens coloridas durante o curto salto, mas elas serão transmitidas em um momento posterior”. Isso significa que o material gravado pelo Ingenuity será processado em breve.

Agora, a equipe do Ingenuity está considerando realizar uma atualização do software de voo para habilitar novos recursos de navegação e preparar melhor o helicóptero para os próximos voos.

Leia mais:

Os primeiros quatro voos do Ingenuity em Marte, feitos em abril, começaram e terminaram no Wright Brothers Field. E, conforme projetado originalmente, a equipe não pretendia fazer muito mais do que isso, tendo em vista que o Ingenuity foi lançado como uma missão de demonstração de tecnologia com o objetivo de voar apenas cinco vezes em um mês.

No entanto, os primeiros voos do helicóptero foram tão bem-sucedidos que a Nasa decidiu estender sua missão e enviá-lo para fazer um reconhecimento à frente de seu companheiro de missão, o rover Perseverance

Trabalho do Ingenuity pode abrir caminho em Marte para projetos futuros

Essa missão estendida do Ingenuity pode servir de base para os projetos dos sucessores do helicóptero, que já estão começando a tomar forma – pelo menos como conceitos. 

Por exemplo, os engenheiros da Nasa já começaram a traçar planos para um helicóptero muito maior e mais capaz chamado Mars Science Helicopter, segundo uma declaração dada pelo líder de operações do Ingenuity, Teddy Tzanetos, do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da Nasa, durante uma palestra do MEPAG. 

O Mars Science Helicopter é um projeto conjunto envolvendo o JPL, o Ames Research Center da Nasa no Vale do Silício e a empreiteira de defesa AeroVironment. “A nave imaginada teria seis rotores e pesaria cerca de 30 quilos, sendo capaz de transportar cargas úteis científicas de até 5 kg ou até mais”, disse Tzanetos. 

De acordo com Tzanetos, o Mars Science Helicopter seria capaz de alcançar cerca de 10 km em um único voo. “Ele poderia explorar locais que os rovers não podem acessar, como paredes de penhascos, terrenos difíceis de atravessar ou até mesmo cavernas”, disse ele.

Vale salientar que o Mars Science Helicopter é apenas um conceito no momento, não uma missão completa. Mas, graças ao trabalho contínuo do Ingenuity, o hexacóptero pode encontrar seu caminho para o Planeta Vermelho em algum momento, num futuro não muito distante.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.