A Qualcomm vai lançar no dia 30 a próxima geração de processadores para flagships, mas o nome pode não ser Snapdragon 898, como esperado, e sim Snapdragon 8 Gen 1. O vídeo teaser da Qualcomm mostra o número 8 em destaque, como você pode ver abaixo.

Motivos para as mudanças e para o nome Snapdragon 8 Gen 1

No release, a Qualcomm não chega a confirmar o novo nome do novo processador flagship, mas explica que seus novos produtos serão identificados por um número único e seu número de geração, e diz que o primeiro a ser lançado dessa forma será o próximo flagship da linha 8. Assim, tudo indica que ele deve mesmo se chamar Snapdragon 8 Gen 1, e não Snapdragon 898.

publicidade

No caso do Snapdragon 8, um único modelo, fica fácil, mas resta saber como vão ficar os nomes dos chips de outras linhas da Qualcomm, a de entrada (Snapdragon 4, como os Snapdragon 480 e 480+) e as de intermediários (Snapdragon 6 e 7, como os recentes Snapdragon 778+ e 695).

Além da mudança na nomenclatura dos seus processadores, a Qualcomm decidiu dar uma maior independência para a marca Snapdragon, que deve passar a ser usada sem a assinatura da empresa. A Qualcomm também apresentou novas cores para cada linha, com os processadores flagship em dourado, como nos últimos anos.

Além disso, a empresa deve tirar o 5G dos nomes, já que a conectividade deve fazer parte de todos os seus novos chips.

Novo processador ARM para PCs também será lançado

De qualquer maneira, falta pouco para conhecermos não só o nome, mas todos os detalhes do novo chip para flagships da Qualcomm. O lançamento do novo chip Snapdragon 8 Gen 1 será feito no Snapdragon Tech Summit 2021 no Havaí, e o Olhar Digital vai cobrir o evento em primeira mão.

Vale lembrar que, no mesmo evento, além do novo flagship, a Qualcomm vai apresentar seu novo processador para PCs, desenvolvido pela equipe da Nuvia, uma das aquisições recentes mais interessantes da empresa.

Esse chip será o sucessor do processador Snapdragon 8cx de 2a geração, apresentado no ano passado pela Qualcomm, e deve ser uma bela evolução em relação a ele e ao modelo original, que chegou ao mercado em 2019. A empresa promete desempenho suficiente para brigar de frente com os processadores M1 da Apple.

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!