A vacina da Pfizer contra a Covid-19 foi aprovada para crianças com idades entre 5 e 11 anos pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA) nesta quinta-feira (25). As outras faixa etárias já haviam sido liberadas pelo órgão. A expectativa é que o imunizante no grupo ajude a reduzir os casos da doença na Europa, que está vivendo uma quarta onda com um novo aumento de infectados.

A dose nas crianças é diferente da dos adultos. Esse grupo vai receber um terço da quantidade usada em adolescentes e adultos, com três semanas de intervalo entre as duas doses. Essa dosagem foi recomendada pela farmacêutica. 

publicidade

Vacina da Covid-19 em crianças

Nos Estados Unidos, crianças já são imunizadas contra a Covid-19 com a vacina desde o último dia 23. Israel também já liberou. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) já recebeu o pedido e avalia a liberação. O órgão ainda não se manifestou.

Segundo a EMA, a liberação acontece após a constatação de que os “benefícios superam os riscos, especialmente naquelas com condições que aumentam o risco de Covid-19 grave”.

Leia também!

Agência de Saúde da União Europeia soltou um comunicado nesta quarta-feira (24) pedindo que os estados membros do bloco ajam “com urgência” para controlar a nova onda da Covid-19 que está chegando à Europa.

A região é a mais atingida pelo vírus no mundo atualmente, com quase 30 mil mortes na semana passada e mais de 2,5 milhões de novos casos da doença. Os números seguem aumentando, principalmente em países com taxas de vacinação mais baixas.

Segundo o Centro Europeu para Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) “a carga potencial da doença na UE da variante Delta será muito alta em dezembro e janeiro, a menos que as medidas de saúde pública sejam aplicadas agora em combinação com os esforços contínuos para aumentar a absorção da vacina na população total”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!