O Rio de Janeiro está sofrendo um novo surto da gripe Influenza A. A Secretaria Estadual de Saúde informou que houve um aumento de até 400% na procura pelas Unidades de Pronto Atendimento (UPA). O que mais dificulta o diagnóstico são os sintomas semelhantes aos do Coronavírus, mas o que é essa gripe e quais as diferenças para a Covid-19?

Primeiro, é importante destacar que ambas são gripes, por tanto muitos sintomas podem ser comuns entre as duas, como coriza, febre, dor de cabeça, fraqueza, espirros. Em alguns casos até mesmo falta de ar pode acontecer em pacientes com Influenza, por isso, é necessário ficar atento.

publicidade

Vacina contra Influenza

A boa notícia é que a vacina contra Influenza A já está disponível na rede pública para toda a população brasileira acima dos seis meses de idade. Desde julho, o Ministério da Saúde ampliou a imunização contra a gripe para além dos grupos prioritários. No entanto, em alguns locais, como na cidade do Rio, está sendo registrada falta de doses, então é preciso verificar.

Leia mais:

Além disso, não é mais necessário esperar um intervalo de 14 dias entre as vacinas da Covid-19 e da gripe, ambas podem ser tomadas no mesmo dia, inclusive. A nova orientação passou a valer a partir de outubro deste ano.

Durante o início da vacinação, o Olhar Digital conversou com a Dra. Flávia Bravo, diretora da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), que explicou as diferenças entre as duas doenças.

“A gripe, diferente da Covid-19, tem uma importância muito grande nas crianças. A temporada de gripe, no mundo todo, começa primeiro atacando as crianças, e elas acabam transmitindo e levando para casa. Ao contrário do que acontece com a Covid-19, em que a contaminação de crianças é proporcionalmente menor que a de adultos”, disse.

Qual a diferença entra a vacina trivalente e tetravalente (quadrivalente) contra a gripe?
Imagem: Divulgação Instituto Butantan

Prevenção contra a doença

Para se prevenir da Influenza, a recomendação é que sejam aproveitados os mesmos protocolos que já são utilizados contra a Covid-19, como o uso de máscaras, distanciamento e ventilação dos ambientes fechados. A contaminação acontece principalmente ao ter contato com secreções respiratórias de alguém contaminado, que podem ser transmitidas pelo ar. 

Além disso, superfícies com o vírus presente também podem contaminar, então evite colocar a mão no nariz e na boca após circular em locais públicos. A eficiência da transmissão por essas vias depende da carga viral, contaminantes por fatores ambientais, como umidade e temperatura, e do tempo transcorrido entre a contaminação e o contato com a superfície contaminada.

O quadro clínico em adultos sem comorbidades pode variar de intensidade e nas crianças a febre pode atingir níveis mais altos. Além disso, as complicações ainda incluem quadros de bronquite ou bronquiolite, além de sintomas gastrointestinais.

Ao contrário da Covid-19, os idosos são menos vulneráveis, quase sempre apresentando febre, às vezes sem outros sintomas, mas em geral a temperatura não atinge níveis tão altos.

Principais sintomas da influenza são: 

  • Febre;
  • Dor de garganta;
  • Tosse;
  • Dor no corpo;
  • Dor de cabeça.

Não se esqueça:

  • A vacina pode ser tomada junto com a da Covid-19
  • A imunização foi ampliada para toda a população acima dos seis meses
  • Em caso de sintomas, procure um médico 

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!