Um levantamento efetuado pelo aplicativo de trânsito e navegação Waze aponta para um crescimento de 22% nas navegações até as lojas na semana da Black Friday. Considerando apenas a sexta-feira (26/11), data oficial do evento, esse número salta para 65% se comparado a média anual de 2021.

Sobre o achado, Leandro Esposito, Country Manager do Waze no Brasil, comentou: “O que pudemos notar é que algumas categorias que foram muito afetadas no pico da pandemia, como moda e shopping centers, tiveram o maior crescimento de navegações de 2021, mas ainda não alcançaram o volume de fluxo de 2019, pré-pandemia”.

publicidade

Confira em detalhes o comparativo dos números da Black Friday conforme a pesquisa efetuado pelo Waze*:

Imagem: Waze/Reprodução

Com relação ao varejo, no comparativo 2021 contra 2020, todas as categorias apresentaram um resultado positivo na semana da Black Friday, o que indica um movimento do consumidor que volta a retomar a preferência por frequentar as lojas físicas.

Em comparação com 2019, o chamado ‘varejo essencial’ (que inclui farmácias e supermercados) também registrou um crescimento acentuado. Resultado que mostra um indicativo de que o brasileiro aproveitou os descontos da Black Friday deste ano para fazer suas compras de rotina.

*Para o levantamento, o aplicativo analisou as navegações dos mais de 17 milhões de usuários do aplicativo e a variação de 21/11 a 27/11 (período corresponde a semana e dia da Black Friday) e fez comparação com o período equivalente do evento nos anos de 2020 e 2019. 

Como usar o Waze para encontrar o combustível mais barato na sua região

Veja também

Expectativas do Waze para dezembro

O último mês do ano, historicamente representa o principal período em que o volume de navegações dos usuários até às lojas cresce. O Natal de 2020, por exemplo, representou o maior número de navegação, cerca de 119% maior que a média anual.

Em 2021, a expectativa para dezembro não é diferente. A plataforma espera registrar um número positivo com a retomada das atividades e mais da metade da população brasileira vacinada contra Covid-19 (mesmo com o alerta sobre a nova variante ômicron). 

Imagem principal: Mohd Syis Zulkipli/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!