Nos últimos dias, o analista da Apple Ming-Chi Kuo vem compartilhando suas previsões para os novos produtos da companhia que devem ser lançados em breve. Agora, Kuo revelou algumas apostas para o aguardado headset de RA da Apple.

O headset de realidade aumentada deve pesar apenas 300 ou 400 gramas, e contar com o poderoso processador M1

publicidade

O headset RA também deve oferecer tecnologia de rastreamento para as mãos do usuário. Segundo Kuo, a Apple deve usar uma combinação de sensor ToF (time of flight) e sensores estruturados de luz. Essa tecnologia de sensores estruturados de luz já usada para a biometria Face ID dos iPhones atuais, mas como as mãos dos usuários ficam mais distantes, os sensores precisam ter seu alcance aumentado em 200%

Para o software, o headset RA da Apple também deve ser capaz de detectar “mudanças dinâmicas de detalhes” das mãos para fornecer mais precisão de navegação. O Face ID também funciona assim, sendo capaz de detectar diferentes expressões faciais do usuário, para que elas não interfiram no processo de desbloqueio do iPhone.

Já os sensores ToF ficariam ocupados com rastreamento de baixa latência e com a melhoria do campo visual do headset.

Leia mais:


Segundo fontes internas da indústria, a Apple já tem uma segunda interação do headset de RA em desenvolvimento, o que indica que o lançamento do headset original pode acontecer em breve.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!