O ser humano é um ser social. Essa premissa faz ainda mais sentido quando olhamos a lista dos 10 aplicativos mais baixados em 2021 pelo mundo produzida pela Apptopia. Em resumo, oito entre eles são voltados para comunicação, sendo 7 redes sociais. Das duas exceções, uma é uma ferramenta de edição de vídeo da Bytedance (dona do TikTok) e outra é um serviço de streaming de música (Spotify).

Como era de se esperar, TikTok liderou a lista. Com isso, consolidou sua posição no mercado global e mostrou que sua fama não é passageira – como a das dancinhas e desafios. Basta ver que recentemente também foi o site mais acessado do mundo, superando o Google.

publicidade

O que é possível perceber é que a popularidade do TikTok pressionou demais o concorrente Instagram. A rede social da Meta subiu duas posições em relação ao ano passado, com 545 milhões de downloads. Porém, o chefe da empresa já disse que em 2022 o plano é investir mais em vídeos e no reels – indicando que quer chegar mais perto do primeiro lugar.

Aplicativos mais baixados no mundo com destaque para redes sociais
Lista dos 10 aplicativos mais baixados no mundo em 2021 em comparação com a posição do ano anterior. As redes sociais dominaram o levantamento. Imagem: Apptopia / Divulgação

Já o Facebook parece estar perdendo o gás. Apesar de ter permanecido na terceira posição, a rede social teve 416 milhões de downloads em 2021 frente aos 540 milhões do ano anterior. Esse dado só confirma algo que eles próprios já sabem: a empresa vem perdendo popularidade entre os jovens.

Mas, isso é apenas uma parte da verdade. Quando analisamos os dados das quatro empresas da Meta (Instagram, WhatsApp, Facebook e Messenger), o que observamos é a soberania da empresa. Isso porque houve, sim, uma ligeira queda de 2,69% de downloads (de 2,047 bilhões, em 2020, para 1,624 bilhão, em 2021). Porém, frente a queda de 15,82% nos 10 apps mais baixados, é praticamente um empate.

Perguntei para a equipe do Apptopia como eles interpretavam essa queda e eles me responderam que é um movimento natural depois de 2020.

“Os downloads foram anormalmente altos em 2020 devido às circunstâncias em torno da pandemia. As pessoas precisavam de conveniência e entretenimento, o que levou a mais downloads”, explica Adam Blacker, diretor de Conteúdo e Comunicação da empresa.

Para exemplificar, Blacker apontou que esse comportamento foi observado em diversos segmentos, como em jogos, serviços de streaming de vídeos, aplicativos de e-commerce e entrega de comida.

O diretor foi além e chamou atenção para algo que sabemos na prática no Brasil: “Em muitos países, o acesso a um smartphone é mais fácil do que o acesso a um laptop ou desktop”, diz.

A realidade brasileira não dá sinais de que 2022 vai ser diferente neste sentido. Estamos ainda digerindo este ano de pandemia, que foi pivô da crise dos chips, dólar alto e inflação elevada. Para salgar um pouco este prato, estaremos em ano de eleições.

Leia também:

E no Brasil?

Infelizmente, a Apptopia não produziu um levantamento com o recorte de 2021 no Brasil. Porém, com os dados brutos deu para analisar os apps preferidos dos usuários brasileiros de Android e iOS no mês de dezembro (entre os dias 1º e 29).

Curiosamente, o único aplicativo presente entre as cinco primeiras posições foi: Shopee (Android) e WhatsApp (iOS). Eu disse “curiosamente” porque pelo menos aqui em casa o Shopee bombou. Aliás, acesse nosso tutorial se você quiser aprender a comprar no Shopee e usar os cupons de frete grátis.

A lista de aplicativos mais baixados no mundo te surpreendeu? Escreva nos comentários o que você achou e qual app você sentiu falta que estivesse ali.