Mesmo com o foco no lançamento e preparo do telescópio espacial James Webb, entidades ainda não se esqueceram de seu predecessor: uma ação beneficente veiculada pela Fundação Memorial dos Astronautas (AMF, na sigla em inglês) está celebrando os últimos viajantes a visitarem o Hubble.

A ideia por trás da ação viu os astronautas assinarem uma série de moedas comemorativas a serem vendidas no site oficial da entidade. Ao todo, são seis moedas que só podem ser adquiridas de forma conjunta – nada de comprar uma ou outra moedinha – por um valor fixo de US$ 260 (R$ 1478,05).

publicidade

Leia também

As moedas comemorativas celebram os últimos astronautas a visitarem o telescópio espacial Hubble
As moedas comemorativas celebram os últimos astronautas a visitarem o telescópio espacial Hubble (Imagem: AMF/Divulgação)

Enquanto o James Webb está programado para se posicionar no Segundo Ponto de Lagrange (L2), o Hubble foi criado para ficar dentro dos limites da órbita terrestre. Em outras palavras, o novo telescópio estará longe demais para receber uma manutenção presencial, mas o anterior vinha recebendo “visitas” até 2009, durante a missão STS-125 – a última do serviço de ajustes do Hubble.

Apesar de não receber mais astronautas, o Hubble segue em operação até hoje – mesmo com alguns engasgos e sustos. E mesmo com quase 32 anos de missão (o Hubble foi lançado em abril de 1990), ele segue produzindo materiais incríveis.

Além de vender as moedas pelo seu site, a AMF também contará com um estande no evento aberto Florida United Numismatists (FUN), que começará na próxima quinta-feira (6) e percorrerá toda a semana até o domingo (9), no Centro de Convenções de Orange County, em Orlando, na Flórida.

Na ocasião, o ex-diretor do programa de ônibus espaciais da NASA, Michael Leinbach, estará presente. As moedas são assinadas por Scott Altman, Gregory C. Johnson e os especialistas Michael Good, John Grunsfeld e Michael Massimino (fãs da série Big Bang Theory vão reconhecê-lo como um dos chefes de missão do personagem Howard Wollowitz).

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!