2022 já começou com novas regras para aposentados e pensionistas que querem fechar um empréstimo consignado. A partir de agora, o limite de comprometimento da renda será de 35% e não mais 40% como era definido anteriormente. Desse montante, 35% eram referentes ao empréstimo consignado e 5% por meio do cartão de crédito consignado.  Veja nesse tira-dúvidas os principais pontos das novidades. 

Quais são as novidades do empréstimo consignado para 2022? 

Além da redução de 5% no comprometimento da renda, os empréstimos consignados para aposentados e pensionistas tiveram mudanças no número de parcelas mensais. 

publicidade

A partir de agora, o limite passou a ser de 72 meses, o que corresponde a seis anos. Até dezembro de 2020, o limite era 84 meses ou sete anos. 

Do que se trata o empréstimo consignado? 

O empréstimo consignado é quando a prestação é descontada diretamente do benefício previdenciário, ou seja, o desconto das parcelas é automático. 

E não são apenas aposentados e pensionistas que fazem parte desse rol. Entram também trabalhadores com carteira assinada e servidores públicos. 

Pelo fato de existir a garantia de que as parcelas serão quitadas, o consignado tem menores taxas de juros. 

Qual o valor máximo para empréstimo? 

O valor máximo para empréstimo é calculado de acordo com a renda de quem é aposentado, pensionista, trabalhador com carteira assinada ou servidor público. É preciso seguir alguns critérios, de acordo com cada instituição financeira. 

Informe de Rendimentos pode ser feito através do app Meu INSS
O aplicativo Meu INSS auxilia no acompanhamento das parcelas dos empréstimos consignados realizados pelos aposentados e pensionistas; cautela deve sempre ser priorizada no momento de obter um dinheiro extra Créditos: Shutterstock

Como é a realidade dos empréstimos consignados no Brasil? 

De acordo com o INSS, os empréstimos consignados atingiram cerca de 40,5 milhões de pessoas em 2021. Já em 2019, foram efetuados 32,5 milhões.  

Leia mais:

Qual a taxa de juros? 

A taxa de juros desses empréstimos está em 2,14% por mês. Já no cartão de crédito consignado, são 3,06%, o que faz com que os juros ultrapassem 30% ao ano. 

É importante informar que os juros eram menores nos primeiros meses de pandemia, pois o governo fez a redução para ajudar quem estava passando por dificuldades financeiras. 

Que cuidados tomar na hora de solicitar um empréstimo consignado? 

Os empréstimos consignados são uma modalidade que lidera o ranking das reclamações junto ao Banco Central, totalizando 25,5% do total. 

Por isso, é importante seguir algumas regras para não se endividar, tais como: 

  • não informe seus dados para terceiros;  
  • faça um planejamento orçamentário antes de solicitar o dinheiro; 
  • veja as reais necessidades;  
  • nunca faça pagamentos antecipados; 
  • pesquise as melhores taxas de juros; 
  • verifique se a instituição financeira é autorizada pelo Banco Central; 
  • nunca assine um contrato em branco; 
  • não contrate empréstimos pelo telefone. 

Caso você se sinta ameaçado, é importante registrar um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil de sua cidade.


Via: G1

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!