Veículos e Tecnologia

Trambus: uma visão da Polestar para o futuro do transporte público

11/01/22 17h32
Polestar Trambus

Polestar/Divulgação

O Trambus é um conceito de transporte público para o futuro cujo projeto foi um dos finalistas do Polestar Design Contest 2021, concurso realizado meses atrás pela fabricante sueca. Criado pelo sul-coreano Jung Kim, estudante de design industrial de Seul, o projeto é inspirado visualmente pelo “minimalismo escandinavo”, mas repleto de tecnologia por dentro, tendo sido preparado para uma experiência 100% autônoma e elétrica.

Totalmente modular, o interior do Trambus é adaptado de acordo com a necessidade do público. Dependendo do tráfego, o veículo feito para a marca sueca pode desempenhar uma função de bonde ou de ônibus.

Em dias menos movimentados, as cabines rodam de forma independente ao longo das rotas; já durante engarrafamentos, operam vinculadas. Há também um modo em que os módulos se associam de forma lateral, exigindo duas faixas de pista, mas não ficou 100% claro de que maneira esse recurso poderia ser utilizado.

Polestar/Divulgação

Espaço interno

Por dentro, o espaço do Trambus é altamente diversificado. Pode ser ótimo para pessoas idosas que não querem ficar em pé no transporte público, já que, com o pressionar de um botão, os bancos na lateral do veículo se expandem e viram um assento. Por outro lado, há uma opção de assento que se transforma numa mesa de trabalho: ou seja, se você precisar atender a assuntos urgentes no deslocamento para o serviço, basta sacar o laptop e colocá-lo na bancada modificada.

Espaço interno do Trambus (Polestar/Divulgação)

Nem Jung Kim nem a Polestar falaram sobre o sistema de transmissão ou a motorização  do Trambus. Sabe-se, entretanto, que a ideia é que ele seja 100% elétrico e autônomo. Pena que não é possível, por exemplo, saber de que forma eles alojariam uma bateria no veículo ou se ele funcionaria por meio de sensores ou qualquer tipo de propulsão.

De qualquer forma, o Trambus chegou à final do concurso da Polestar devido à sua capacidade de se adaptar às cidades e estradas atuais sem nenhuma modificação infraestrutural. Aguardemos se ele chega algum dia às ruas.

Leia mais:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Deixe sua opinião
Sugeridos pra você
Tags