A queda de cabelo é algo que causa um grande incômodo em muitos homens e mulheres ao redor do mundo. Hoje, não existe um consenso sobre quais são as principais causas da queda de cabelo, uma vez que essa condição é multifatorial e pode ser causada por fatores hormonais, hereditariedade ou deficiência de vitaminas.

A deficiência de vitaminas é tida como um “mal menor” para a queda de cabelo, porém, a ausência de algumas dessas substâncias podem fazer com que os cabelos caiam. Surpreendentemente, uma dessas vitaminas é o ácido fólico, comumente usado por gestantes para ajudar no crescimento dos bebês.

publicidade

O ácido fólico é uma vitamina do complexo B, que é usada pelo corpo humano para a produção de glóbulos vermelhos. Por conta disso, além de gestantes, pacientes com anemia também costumam fazer uso dessa substância como suplemento alimentar.

Efeito colateral

Pílulas de vitamina D
Introdução do ácido fólico como suplemento alimentar pode ajudar a prevenir a anemia, que causa queda de cabelo. Crédito: PublicDomainPictures/Pixabay

Porém, um benefício colateral do ácido fólico é a produção de novas células, o que contribui para o crescimento de cabelos e unhas. Por outro lado, sua deficiência está relacionada com a anemia, que causa, entre outras coisas, ressecamento e queda de cabelo, além de quebra das unhas.

Contudo, de acordo com o médico dermatologista Joshua Zeichner, que atende no estado de Nova York, nos Estados Unidos, ainda não existem estudos robustos que liguem a suplementação com ácido fólico e a prevenção da queda de cabelo e o crescimento dos fios.

Faltam estudos

No entanto, o médico defende que já existem diversos estudos que demonstram que a anemia é uma culpada para o afinamento e a queda de cabelo. Logo, se o ácido fólico previne a anemia, ele pode ajudar a reverter uma das causas da queda de cabelo.

Leia mais:

Em condições normais, um adulto perde em média entre 50 e 150 fios de cabelo por dia. Mas ao se deparar com uma quantidade maior que essa no travesseiro, pente ou ralo do banheiro, convém procurar um médico para investigar o que exatamente tem causado essa condição.

Via: MSN USA

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!