A Wikimedia Foundation, uma organização de caridade sem fins lucrativos, que financia a Wikipedia, foi solicitada pela editora Molly White a não aceitar mais doações em criptomoedas. O pedido está sintonizado com as ações planetárias que visam combater os impactos ambientais causados pela mineração dos ativos digitais. Atualmente, a Wikipedia aceita Bitcoin, Bitcoin Cash e Ethereum. 

Argumentos baseados em três pilares 

As preocupações da editora que assina com o nome de usuário GorrilaWarfare foram evidenciadas em três pilares. 

publicidade

No primeiro, ela afirma que aceitar criptomoedas sinaliza o endosso do espaço desse universo pela Wikimedia Foundation e membros do Movimento Wikimedia, integrando o uso de investimentos e tecnologia que são inerentemente predatórios. 

No segundo, enfatiza que as criptomoedas podem não estar alinhadas com o compromisso da Wikimedia Foundation com a sustentabilidade ambiental e, por fim, que a organização corre o risco de prejudicar a reputação ao aceitar as doações. 

Agora, a proposta está passando por várias sub discussões e será julgada por maioria dos votos entre os colaboradores da Wikimedia, mas a página deixa claro que o acordo será medido com base no mérito dos argumentos e não pela contagem de votos. 

Enquanto os colaboradores que defendem a proposta se baseiam nos impactos ambientais gerados pelas criptomoedas, os contrários alegam que os ativos estão sintonizados com os valores de software livre e liberdade do usuário. 

Imagem mostra uma unidade de bitcoin em uma árvore ao ar livre, ilustrando o impacto ambiental da mineração
Empresas que recebem doações em criptomoedas estão sendo criticadas pelo fato da mineração gerar muito gasto de energia, aumentando o consumo de carbono no mundo Imagem: salarko/Shutterstock

Leia mais:

Influência da criptografia no meio ambiente 

A rede Bitcoin, a que lidera no consumo de energia no mundo, gera uma pegada de carbono equivalente a bilhões de quilos de carvão queimado ou é comparável ao consumo médio anual de eletricidade de milhões de residências. 

A rede Ethereum, que opera em um algoritmo de prova de trabalho (PoW), consome uma média de 106 terawatts-hora de energia por ano. 

Além da Wikimedia Foundation, inúmeras outras companhias enfrentam apelos públicos para suspender as doações de criptomoedas por conta da busca mundial de escala zero no carbono. 

A Mozilla, organização sem fins lucrativos que opera por trás do navegador de internet FireFox, enfrentou uma grande reação depois de tuítar argumentando que as doações em criptomoedas estavam sendo aceitas. 

O impacto negativo foi tão grande que a Mozilla decidiu dar uma pausa nas doações de criptomoedas, de olho em uma análise ambiental mais aprofundada. 

Portanto, trata-se de uma tendência que deve fazer parte da pauta de inúmeras empresas, principalmente as sem fins lucrativos ou filantrópicas.  

Via: Decrypt

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!