O Padlet foi criado por uma startup de tecnologia educacional norte-americana que leva o mesmo nome como uma ferramenta voltada para organização. Baseada em computação na nuvem, sua plataforma online promete tornar os usuários mais produtivos através de quadros e murais que podem ser de grande ajuda em projetos colaborativos.

Considerando os novos regimes de trabalho e estudo híbridos ou totalmente em home office, esse tipo de software ganhou ainda mais força com a pandemia.

publicidade

De início, o que vale ser destacado como diferencial na categoria de ferramentas colaborativas são as possibilidade de customização e a sua compatibilidade com diversos formatos de arquivos, sejam eles de texto, imagem, vídeos, links, dentre outros. 

Para descobrir uma nova maneira de gerir o seu tempo e suas tarefas de forma otimizada, explicamos a seguir o que é o Padlet e como seus recursos podem ser aplicados no cotidiano para diferentes fins. Também serão apresentados guias simples de como aproveitar as principais funcionalidades do serviço em poucos cliques.

Padlet: o que é?

Para definir o que é o Padlet, basta compará-lo a um quadro ou mural de avisos. A diferença é que o sistema permite criar quadros virtuais, seja para organizar uma rotina de trabalho ou de estudo, por exemplo. A ferramenta também permite compartilhar tudo o que é criado na plataforma com outros usuários do serviço, o que facilita o gerenciamento de trabalho em equipes e também nas instituições de ensino, outro setor em que o Padlet foi implementado com sucesso.

Ficou curioso para experimentar? A boa notícia é que o Padlet possui uma versão totalmente gratuita que funciona em diversos dispositivos. Se necessário, é possível acessar todos os seus recursos direto do Google Chrome, além da ferramenta colaborativa contar com aplicativos oficiais disponíveis para a área de trabalho no Windows ou para celulares que rodam Android e iOS. A sua integração com diversas plataformas, segundo o Padlet, também facilita acessar tudo o que é postado por lá a qualquer momento.

Para que serve o Padlet?

Lupa destacando o logotipo  do Padlet em sua página oficial.
Imagem: Postmodern Studio/Shutterstock

O Padlet, assim como outras ferramentas similares, funciona basicamente como um organizador virtual de tarefas. Por meio de sua plataforma, é possível criar e gerenciar murais com formatos diferentes que podem ser alterados a qualquer momento pelos usuários. 

Além do que já foi destacado até aqui, a ferramenta também se diferencia pela oferta de uma série de outros layouts além dos murais e quadros, como a possibilidade de exibir conteúdos dispostos em listas no lugar dos cards, por exemplo.

Como funciona o Padlet?

Principalmente na área da educação, os murais criados no Padlet, que podem ser compartilhados com outras plataformas como o Google Classroom (Google Sala de Aula), funcionam como uma nova modalidade para armazenar e distribuir atividades para os alunos. 

Na versão paga mensalmente, ainda para o campo educacional, também é possível visualizar em tempo real em qual tarefa cada aluno está trabalhando em tempo real. As possibilidades, como veremos a seguir, são diversas. De início, separamos alguns dos principais recursos disponíveis no serviço.

Quais os principais recursos da plataforma?

Ainda que não seja um recurso em si, a facilidade de uso é um dos pontos fortes do Padlet. Segundo a startup que criou o serviço, mesmo quem nunca usou um software de produtividade antes certamente não terá grandes dificuldades. 

É possível, por exemplo, adicionar postagens com apenas alguns cliques e todas as alterações ficam salvas por padrão automaticamente. O simples compartilhamento de um link, também permite que outros colegas, seja de trabalho ou estudo, também colaborem de forma interativa em um projeto.

Disponível em vários idiomas, incluindo o português, o Padlet também já está disponível nas principais plataformas. Outro recurso interessante que também sera destaque por aqui é o suporte oficial para diversos tipos de arquivo (imagens, documentos, vídeos, música), além da opção de upload de arquivos direto do computador.

Também vale ressaltar a opção de incorporar conteúdo de outras plataformas, como o YouTube, Instagram, Twitter, Vimeo, e, segundo o Padlet, “de 400 outros aplicativos”, e exportar arquivos em formato PDF, CSV ou Excel.

Qual o valor do Padlet?

Planos disponíveis do Padlet.
Imagem: Padlet/Reprodução

O Padlet é oferecido em duas modalidades. A gratuita possui algumas limitações, como a criação de apenas três murais e o upload de arquivos de no máximo 25 MB, o que pode prejudicar caso seja necessário adição de vários vídeos a um mural, por exemplo. 

Se necessário, o usuário pode optar pelo upgrade para a versão premium, que atualmente sai por US$ 3 mensais ou US$ 30 por ano. Dessa forma, não será preciso lidar com as limitações citadas antes, além de desbloquear anexos de até 250 MB por upload. 

Antes de contratar o Padlet, saiba que é possível testar o serviço por 30 dias gratuitamente. O software conta com suporte 24 horas por meio do seguinte endereço de e-mail: hello@padlet.com.

Padlet: o passo a passo de como usar

Depois de conhecer o que é, como funciona, os principais recursos e quanto custa, vamos aos primeiros passos necessários antes de conseguir acessar o Padlet no seu computador. Todos os testes foram efetuados na última versão do Google Chrome.

Como criar conta no Padlet

Passo 01: para criar uma credencial de acesso ao Padlet, primeiro é preciso acessar a sua página no navegador (pt-br.padlet.com). Em seguida, clique na opção ‘Inscrever-se gratuitamente’. 

Como criar conta no Padlet

Passo 02: na próxima tela, a plataforma oferece algumas opções distintas. Se preferir, o usuário pode criar uma conta cadastrando um endereço de e-mail ativo e uma senha. Também é possível se inscrever usando contas atreladas ao Google, Microsoft ou Apple. 

Como criar conta no Padlet

Passo 03: selecione a opção que deseja para prosseguir. Caso opte por cadastrar um e-mail e senha, será preciso acessar a sua caixa de entrada para clicar no link de confirmação de cadastro antes de conseguir fazer o login no Padlet.

Como fazer o login no Padlet

Além do login tradicional por e-mail e senha, outra forma simples de acessar o Padlet é aproveitar as credenciais de outras contas. Para isso, confira o guia abaixo

Passo 01: na tela inicial do serviço, clique na opção ‘Fazer login’.

Como fazer o login no Padlet

Passo 02: no exemplo, foi escolhido prosseguir com o login por meio de um conta cadastrada no Google.

Como fazer o login no Padlet
Imagem: Reprodução

Pronto! Se chegou até aqui, chegou a hora de começar a explorar as funcionalidades do Padlet.

Como criar um mural no Padlet

Passo 01: ao acessar a página inicial da plataforma, clique na opção ‘Criar um padlet’ na lateral superior direita.

Como criar um mural no Padlet

Passo 02: agora, escolha o modelo que deseja criar, no caso, o ‘Mural’, e clique em ‘Selecionar’.

Como criar um mural no Padlet
Vale destacar que nessa tela o usuário poderá escolher outros layouts disponíveis. O ‘Mural’, o que trataremos aqui, apresenta postagens de forma similar a um quadro de avisos. Imagem: Reproduçãi

Passo 03: crie um título e adicione uma descrição para o seu novo mural. Também é possível alterar a sua aparência, cores e fonte. No fim, clique em ‘Salvar’ na lateral superior quando estiver tudo de acordo.

Abaixo separamos mais detalhes sobre outras opções de customização de um mural disponíveis no Padlet.

  • Ícone: o usuário pode escolher um desenho que representa o tema de um mural.
  • Papel de Parede: por aqui, é possível trocar o papel de parede de um mural ou, se desejar, adicionar uma imagem do seu computador.
  • Fonte: oferece quatro opções de letras diferentes.
  • Atribuição: ative essa opção caso queira que o nome do autor de um mural apareça para todos. 
  • Comentários: permitir a interação de outros convidados no seu novo mural.
  • Reações: marca a caixa de seleção ‘Votar’ para permitir que outros participantes de um mural possam reagir ao conteúdo publicado por lá.
Como criar um mural no Padlet

Passo 04: após criar o seu mural com sucesso, clique no ícone de ‘+’ na lateral inferior direita para adicionar novos cartões.

Passo 05: como no exemplo abaixo, é possível adicionar títulos, links e uma breve descrição em texto aos novos cards. Para incluir arquivos, links, fotos e vídeos, acesse os ícones de atalho em destaque.

Como criar um mural no Padlet

Dica: para encontrar ainda mais opções, clique no ícone com três pontos (‘…’) e selecione o que deseja adicionar ao seu cartão. É possível, por exemplo, gravar um vídeo direto de uma webcam ou capturar a tela do seu dispositivo.

Como criar um mural no Padlet

Passo 06: sempre que concluir a montagem de um novo card, não se esqueça de clicar em ‘Publicar’ para adicioná-lo ao seu mural.

Como criar um mural no Padlet

Como compartilhar o Padlet com outras pessoas

Dentre as diversas funções nativas do Padlet, está a possibilidade de participar de outros murais por meio de um link, por exemplo. Para descobrir como aproveitar mais essa funcionalidade, basta seguir os passos abaixo.

Passo 01: no mural que deseja compartilhar com outros usuários, clique em ‘Compartilhar’ na parte superior direita da página.

Como compartilhar o Padlet com outras pessoas

Passo 02: através da barra lateral, é possível compartilhar um mural com outros membros do Padlet por diversos meios. O principal é um link que pode ser copiado e compartilhado via WhatsApp ou Messenger. Também estão disponíveis as opções de criar um QR Code (que pode ser projetado ou impresso posteriomente), compartilhamento via e-mail, Google Classroom (Google Sala de Aula) e até por uma conta no Facebook ou Twitter. 

Se o objetivo é convidar outras pessoas para acessar um mural, clique na primeira opção ‘Adicionar membros’ e digite o nome de usuário ou e-mail do outro usuário. 

Como compartilhar o Padlet com outras pessoas

Como usar o Padlet em sala de aula?

Bem como os murais tradicionais instalados na parede das salas de aula, o Padlet funciona como uma espécia de folha de papel, entretanto em formato totalmente digital. Seu uso pode ser um aliado muito versátil desde soluções mais simples, como informar os estudantes sobre eventos, organização das aulas, dentre outros. 

Além disso, também há espaço de sobra na plataforma para o compartilhamento das criações de uma turma, que, por meio da ferramenta colaborativa, podem dividir mensagens e expor os seus projetos. 

Outro ponto positivo do Padlet são as possibilidades de acesso, que, diferente dos murais tradicionais, não ficam restritas apenas para aqueles que circulam em uma escola. Como são murais digitais, seus conteúdos podem ser acessados, alterados e compartilhados pelos alunos a qualquer momento.

A participação e interação, dois pontos fortes no âmbito da educação, também podem ser fomentados através do Padlet ao promover o protagonismo dos alunos, que podem adicionar sozinhos conteúdos (imagens, vídeos, documentos de texto) referente a um tema proposto, levantar dúvidas e oferecer soluções através de diálogos com os colegas e professores.

Leia mais:

Padlet: exemplos práticos para você visualizar

Vamos a dois exemplos práticos de aplicações do Padlet como ferramenta de aprendizado. Um professor pode, por exemplo, incentivar uma turma a colaborar na construção de um novo mural, seja postando cartões com imagens, vídeos, textos, links, etc. Também há a opção de ativar as reações, como estrelas e likes, e comentários. 

Vale ressaltar novamente que todos os murais podem ser compartilhados e visualizados por links ou convites, e até mesmo exportados como documentos em formato PDF. Com isso, fica ainda mais amplo o leque de possibilidades de aplicações da ferramenta.

Apanhado de conteúdo no Padlet

Ainda no campo educacional, outro caso de uso é: os professores podem criar uma espécie de apanhado de informações através de uma seleção de vídeos, textos e ilustrações relevantes que podem ser compartilhados com os estudantes pelo Padlet.

Essa iniciativa permite que todos possam acessar esse conteúdo antes de uma aula, por exemplo, deixando comentários sobre o tema ou até respondendo perguntas. 

Para isso, é importante habilitar os comentários no mural. Basta clicar no ícone de engrenagem na lateral superior direita > na seção ‘Publicando’, clique no botão em destaque e depois em ‘Salvar’. 

Padlet: exemplos práticos para você visualizar

Dúvidas frequentes sobre o Padlet

Após apresentar o Padlet e suas diversas possibilidades de uso, listamos a seguir algumas dúvidas mais frequentes que podem surgir ao longo do caminho para quem nunca usou o serviço antes.

Como postar no Padlet?

Agora que você já sabe como criar e compartilhar um mural no Padlet, vamos ao processo de adicionar novas anotações na plataforma.

Passo 01: para isso, basta clicar duas vezes com o mouse na tela do Padlet.

Passo 02: na caixa de texto que surge na lateral direita da tela, é possível adicionar um título, uma imagem ou vídeo, e uma nova notação. No fim, basta clicar na opção ‘Publicar’ para postar um novo card no mural.

Como postar no Padlet?

Como colocar vídeo no Padlet?

Passo 01: para adicionar um vídeo no mural do Padlet, basta clicar no ícone “…”. Na próxima tela, copie e cole o endereço para um vídeo no YouTube, por exemplo, e clique na seta em destaque para continuar o processo.

Passo 02: como na captura de tela abaixo, o vídeo será adicionado ao card. Se estiver tudo de acordo, clique em ‘Publicar’.

No fim, o vídeo ficará disposto no mural com os outros cards que foram adicionados antes:

Como editar no Padlet?

Passo 01: para alterar as configurações de um mural no Padlet, basta clicar no ícone de engrenagem que fica na lateral superior direita.

Passo 02: através da barra lateral, é possível alterar o título e descrição de um mural, além de alterar o seu papel de parede, fonte e esquema de cores.

Como escrever no Padlet?

Passo 01: para adicionar um novo texto em um mural do Padlet, basta clicar duas vezes com o mouse em qualquer porção da tela. 

Passo 02: como no exemplo abaixo, surge de imediato uma nova caixa em que o usuário pode preencher com um novo título e um texto.

Para adicionar um novo texto no Padlet, basta clicar com o mouse duas vezes em qualquer parte da tela. Imagem: Reprodução

Passo 03: no fim, basta clicar em ‘Publicar’ para adicionar um novo card de texto no seu mural.

É possível fazer mapa mental no Padlet?

O chamado mapa mental surgiu de uma técnica inglesa de estudo criada no final da década de 1960. O recurso consiste basicamente em criar resumos de uma determinada ideia usando símbolos, cores diferentes, setas e frases de efeito para organizar conteúdos.

Como o princípio é montar diagramas e até gráficos que ajudem a apresentar uma ideia, sim, o Padlet também está apto a criar mapas mentais. Em questão de minutos, botando em prática o que já foi demonstrado até aqui, é possível criar um conforme a estrutura desejada.

Mapa mental
Exemplo de um mapa mental. Imagem: Good_Stock/Shutterstock

Um dos diferenciais do Padlet para a confecção de um mapa mental está na quantidade de anexos possíveis, já que a plataforma suporta subir imagens, vídeos, músicas e até usar links para deixar um mural mais completo e com recursos de multimídia.

Quais as vantagens do Padlet para professores?

Já vimos que há uma gama diversa de exemplos em que o Padlet pode ser implementado no meio educativo. Mesmo que ainda não existam estudos que comprovem a sua efetividade nas escolas, a ferramenta não deixa de atuar como uma facilitadora no processo de aprendizagem dos alunos.

Com uma interface amigável e muito intuitiva, talvez a principal vantagem para os professores seja o fato do recurso não necessitar de muito treinamento ou conhecimento prévio para ser utilizado. O fato de oferecer um plano gratuito também é outro ponto a favor para o serviço.

Até mesmo a criação de contas na plataforma é dispensável entre os alunos. Basta que todos tenham acesso ao link de um mural para acessar e interagir, por exemplo. 

Falando em interação, esse é outro fator positivo da ferramenta, já que ela permite que os alunos e educadores troquem ideias sempre que necessário através dos comentários, outro requisito essencial para incentivar a aprendizagem mesmo que fora da sala de aula.

Por fim, o Padlet também incentiva a criatividade ao incentivar essas maneiras diferentes de realizar tarefas que antes poderiam não despertar tanto o interesse dos educandos. 

Talvez seu único ponto fraco seja uma obrigatoriedade que ainda pode impor desafios dependo de cada caso: a necessidade constante do acesso à internet para funcionar.

Leia mais:

Existe um aplicativo do Padlet?

O Padlet conta com aplicativos oficiais nas principais plataformas. Imagem: Reprodução

Com a proposta de funcionar em diversos dispositivos, a resposta é sim. Além de funcionar direto do navegador como no Google Chrome, o Padlet também possui os seus aplicativos oficiais que estão disponíveis tanto para a plataforma Android como para iOS.

Se preferir, o usuário também pode instalar o app desenvolvido para Windows por aqui ou acessando a Microsoft Store.

O aplicativo Padlet está disponível para download na Microsoft Store. Imagem: Reprodução

Conclusão

No fim, bem como os cadernos e agendas do passado, que figuravam sempre nas listas de material escolar, o Padlet faz parte de uma categoria de ferramenta virtual que supre muito bem a função de gerir tarefas além de servir como uma plataforma digital para manter registros importantes na nuvem. Tudo isso sem o risco de perder ou esquecer esse conteúdo em algum lugar (o que não é nada garantido no caso de anotações feitas em folhas de papel).

Repleto de recursos que ajudam a otimizar processos e organizar rotinas, o Padlet ainda conta com outra vantagem importante: o fato de poder ser acessado de praticamente qualquer dispositivo.

Como vimos até aqui, as possibilidades são inúmeras, desde criar murais informativos, organizar acontecimentos em ordem cronológica, criar listas de tarefas, mapas, dentre outros, tudo isso com a possibilidade de adicionar em poucos cliques arquivos, mídias e documentos tanto para projetos individuais como em trabalhos colaborativos em equipe.

No fim, todos os membros com acesso a um determinado mural podem adicionar ou excluir dados quando necessário, fomentando o trabalho em equipe e estimulando a participação dos envolvidos. Algo que fica ainda mais em evidência com as possibilidade de uso do Padlet no meio educacional, tanto em escolas como universidades.

Imagem principal: Postmodern Studio/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!