Com a evolução da energia eólica, que vem se mostrando uma fonte de energia amplamente renovável, os veleiros têm voltado à vitrine da indústria marítima. Por certas vezes até em modelos inusitados, como é o caso do Tukker, um veleiro do início do século XX que será convertido em um navio de carga com zero emissões. O projeto é da startup holandesa EcoClipper, que vê no barco a vela o futuro da indústria de cargas.

Construído em 1912, o Tukker é um veleiro klipper — ou schoeneraak —, um tipo de embarcação projetada para altas velocidades em razão de suas linhas agudas, mastro alto e boa extensão de lona. O barco já operava como cargueiro no início do século XX, no Mar do Norte, e, nos anos 1980, foi reaproveitado para ser utilizado como embarcação de treinamento para jovens carentes.

publicidade
Veleiro Tukker em 1912
Tukker em 1912 (Ecoclipper/Divulgação)

O futuro veleiro com zero emissões chegou a ser aposentado em 2012 por falta de reparos, mas agora a equipe da EcoClipper se diz pronta para recolocar o veleiro em ação. Para isso, algumas ações são previstas, como construção de nova casa de convés e atualização de equipamento e sistemas de bordo.

Com formato de barcaça e base quase plana, o Tukker tem capacidade para até 12 pessoas e transportar mais de 70 toneladas de carga. Quando estiver pronto, ele se tornará o primeiro cargueiro retrofit da EcoClipper e também o primeiro cargueiro a vela a operar na rota do Mar do Norte com serviço fixo.

Veleiro protótipo com zero emissões EcoClipper500
Renderização em 3D do veleiro EcoClipper 500 (Divulgação/EcoClipper)

Outros projetos

Além do Tukker, a EcoClipper prepara ainda um moderno conceito de veleiro, o EcoClipper 500, que visa aumentar a propulsão de um cargueiro para mais de 23 velas, e um protótipo com base em um modelo mais antigo, datado do século XIX.

As futuras embarcações vão operar em rotas fixas e seguir um cronograma regular. De acordo com a startup, essa é a melhor forma de aproveitar suas capacidades de navegação.

Imagem: EcoClipper/Divulgação (foto original do Tukker em 1912)

Leia também:

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!