Duas empresas escandinavas estão trabalhando juntas no desenvolvimento do primeiro navio de operação de serviço (SOV) movido a combustível verde com fonte eólica offshore. Esse tipo de energia limpa e renovável é obtido por meio da força do vento que sopra em alto-mar (por conta da inexistência de barreiras, a velocidade do vento nessas condições é maior e mais constante).

A Esvagt será responsável pela construção do navio, programada para começar ainda este ano e para ser finalizada em 2024. Já a Orsted fornecerá e-metanol renovável, que será produzido a partir de energia eólica e carbono biogênico (carbono que é liberado pela decomposição da combustão de material orgânico natural).

publicidade

Leia também:

Equipado com motores bicombustíveis (para operação híbrida) e baterias, o SOV deve operar no maior parque eólico offshore do mundo, chamado Hornsea 2, localizado na costa leste do Reino Unido. Como resultado da propulsão do navio baseada em energia limpa, é esperado o corte de mais de 4.500 toneladas de CO2 por ano.

Um futuro verde em alto mar

De acordo com a Orsted, os parques eólicos offshore já operam com 99% menos emissões do que as usinas a carvão durante toda a sua vida útil. Ao introduzir navios SOV de combustível verde, isso pode chegar a 100%.

A empresa pretende se tornar neutra em carbono em sua geração de energia e operações próprias até 2025, além de atingir zero emissões em toda a cadeia de valor até 2040. Seus planos têm base científica, validada pela iniciativa Science Based Targets.

O SOV é projetado para oferecer conforto, proporcionando um espaço de trabalho eficiente e transferência segura de técnicos no parque eólico por meio de um passadiço com compensação de movimento e barcos de transferência, bem como um guindaste para levantar peças de reposição pesadas. Como casa flutuante, também oferece atividades recreativas para a tripulação e técnicos de bordo, incluindo academia de ginástica, sala de jogos, cinema e acomodação individual.

Há ainda um heliponto para acesso rápido e transferências de terra. Seus dados principais são de comprimento total em 93 m, largura de 19,60 m, calado máximo de 6,50 m, velocidade aproximada de 14 nós (cerca de 26 km/h), podendo alojar 124 pessoas.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!