Uma recomendação importante para aquelas pessoas que estão no mercado de trabalho ou buscam uma recolocação profissional é sempre manter o perfil no LinkedIn atualizado. E para aqueles que desejam ampliar ainda mais os horizontes com a rede social de trabalho, o ideal é usar o LinkedIn Premium.

A versão paga da plataforma de network e relacionamento profissional oferece ferramentas diferenciadas ao usuário. O perfil é mais destacado, comparado aos demais candidatos a uma vaga, por exemplo. Assim, fica mais fácil conseguir a contratação pretendida.

publicidade

Leia mais:

Normalmente, a opção do LinkedIn Premium de graça é liberada por um mês. Mas, a rede social oferece agora a oportunidade de testar a modalidade por seis meses. A chance, porém, é apenas para estudantes.

Como usar o LinkedIn Premium de graça?

  1. Acesse esse link e preencha o formulário localizado no canto direito da página.
Imagem: Reprodução

2. Assim que o status de estudante for validado, um link será enviado pela rede social. Assim, é só registrar a assinatura gratuita LinkedIn Premium por 6 meses.

Não sou estudante, mas também quero. O que faço?

Para quem já concluiu os estudos, é possível usar o LinkedIn Premium de graça durante um mês. Vale lembrar que é preciso informar o número do cartão de crédito para obter a demonstração gratuita. Ela expira exatamente um mês após o resgate.

Se não cancelar, a cobrança chegará na fatura. Um lembrete é enviado por e-mail pela rede social uma semana antes. Para evitar a cobrança, cancele a demonstração gratuita um dia antes de completar os 30 dias. E se você já usou uma vez, tem que esperar um ano para usufruir novamente. Confira como experimentar:

  1. Clique no ícone Eu, localizado no canto superior direito da página inicial.
  2. Clique em ‘Configurações e privacidade’
Imagem: Reprodução

3. Você será redirecionado para ‘Preferências da conta’. Aqui, procure por ‘Assinaturas e pagamentos’ e clique em ‘Faça upgrade grátis’. É só escolher o plano que lhe atende e seguir as instruções mostradas na página.

Imagem: Reprodução

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!