Nesta quinta-feira (29) aconteceu o último lançamento de foguete feito pela China em 2022. O evento gerou um alerta da Agência Espacial das Filipinas (PhilSA) quanto ao risco de queda de detritos espaciais no país.

Último lançamento de foguete da China em 2022 acende alerta nas Filipinas. Imagem: China Central Television

Um foguete Long March 3B decolou do Centro de Lançamento de Satélites de Xichang carregando o satélite Shiyan-10 02, que será usado para verificação em órbita de novas tecnologias espaciais, como o monitoramento do ambiente espacial.

Em razão disso, a PhilSA enviou um comunicado para outras agências espaciais governamentais para alertar sobre a zona de lançamento, a provável área em que os destroços foguete vão cair. Entre os detritos, estão restos não queimados do propulsor e da carenagem de carga útil.

Importante lembrar que pedaços de um foguete chinês que caíram na Terra foram encontrados nas Filipinas em agosto deste ano, o que demonstra que a preocupação é legítima.

publicidade

Leia mais:

O perigo da queda dos destroços

Apesar de estarem programados para caírem em uma área não habitada do mar, as sobras do veículo de lançamento apresentam outros riscos. 

“Embora não projetado para cair em terrenos ou áreas habitadas dentro do território filipino, os detritos em queda representam perigo e risco potencial para navios, aeronaves, barcos de pesca e outras embarcações que passarão pela zona de lançamento” alertou a PhilSA em comunicado.

A agência também alertou que a área de queda dos destroços pode mudar de acordo com a rotação da Terra, clima ou condições climáticas

“Também existe a possibilidade de os detritos flutuarem ao redor da área e serem arrastados para as costas próximas. Além disso, a possibilidade de uma reentrada descontrolada na atmosfera dos estágios superiores do foguete retornando do espaço sideral não pode ser descartada neste momento”, apontou a PhilSA. 

O comunicado também alertava sobre os perigos de o público entrar em contato com os destroços. Os restos do veículo de lançamento podem conter vestígios de combustíveis de foguete e outras substâncias nocivas à saúde humana.

Esse foi o segundo lançamento de satélite da China na semana. O primeiro aconteceu na terça-feira (27), quando o país lançou o satélite Gaofen-11 04 do Centro de Lançamento de Satélites de Taiwan.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!