É provável que estejamos a menos de um mês do primeiro teste de voo orbital da Starship, o megacomplexo veicular da SpaceX que se tornará o maior foguete já lançado ao espaço.

O maior sistema de lançamento espacial na história, com 120 metros de altura, formado pelo propulsor Super Heavy e a espaçonave de estágio superior Starship. Imagem: NasaSpaceFlight

A informação foi divulgada pelo fundador e CEO da empresa, Elon Musk, no Twitter. “Se os testes restantes correrem bem, tentaremos um lançamento da Starship no próximo mês”, postou ele no sábado (4). “O sucesso está longe de ser certo, mas a empolgação está garantida”, acrescentou em outra postagem, feita no domingo (5).

publicidade
  • Com 120 metros de altura, o foguete é formado pelo propulsor Super Heavy e a espaçonave Starship – que dá nome ao complexo veicular;
  • Elon Musk disse, no Twitter, que o primeiro voo orbital da Starship deve acontecer em março;
  • O veículo foi projetado para levar astronautas e cargas à Lua e a Marte;
  • Ele será responsável, também, pelo lançamento da maior parte dos satélites Starlink 2.0 de próxima geração;
  • Antes do lançamento, será realizado o primeiro ensaio de fogo estático a acionar todos os 33 motores do propulsor Super Heavy.

O objetivo da SpaceX com a Starship é levar pessoas e cargas à Lua e a Marte, além de executar uma série de outras tarefas espaciais, como lançar a maioria dos satélites de internet Starlink 2.0 de próxima geração da empresa à órbita da Terra.

Segundo Musk, o veículo totalmente reutilizável de 120 metros de altura – que consiste em um primeiro estágio gigante chamado Super Heavy e uma espaçonave de estágio superior conhecida como Starship – poderia tornar a colonização de Marte economicamente viável no futuro.

publicidade

No entanto, até que isso seja possível, o caminho a percorrer é muito longo – e o voo de teste orbital é um grande passo ao longo dessa jornada ambiciosa. 

Leia mais:

publicidade

Como será o primeiro voo orbital da Starship

Se tudo correr conforme o planejado, um protótipo Super Heavy chamado Booster 7 lançará uma variante de estágio superior chamada Ship 24 para o céu partindo da Starbase, a instalação da SpaceX no sul do Texas. 

Não muito depois da decolagem, o B7 cairá no Golfo do México, enquanto a Ship 24 segue sua viagem ao redor da Terra, circulando nosso planeta antes de mergulhar no Oceano Pacífico perto da ilha Kauai, no Havaí.

publicidade

Ambos os protótipos já completaram uma série de marcos pré-lançamento. A dupla empilhada passou por um teste de abastecimento crucial em 23 de janeiro, por exemplo, no qual a SpaceX bombeou mais de 4,5 milhões de quilos de propelente para o gigante veículo de aço inoxidável.

Dois dias depois, a empresa retirou a Ship 24 da pilha para ajudar a se preparar para um dos maiores testes restantes, que provavelmente acontecerá em breve – o ensaio de “fogo estático” completo dos 33 motores do B7 na plataforma de lançamento da Starbase.

O Booster 7 já realizou vários ensaios de fogo estático, um teste de pré-lançamento comum em que os motores são brevemente disparados enquanto o veículo permanece ancorado ao solo. No entanto, o propulsor nunca acionou mais de 14 motores Raptor de cada vez, o que significa que o próximo teste será um grande salto.

Por sua vez, a Ship 24 já disparou todos os seus seis Raptors, durante um ensaio de fogo estático feito em setembro de 2022.

A Starship não sai do chão há quase dois anos, e seu voo mais recente foi apenas um salto em comparação com o próximo teste orbital. Em maio de 2021, um protótipo de estágio superior de três motores chamado SN15 subiu cerca de 10 km nos céus acima da Starbase antes de voltar à Terra em um pouso vertical.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!