Uma equipe de astrônomos canadenses detectou objetos em movimento além do cinturão de Kuiper, utilizando método inédito de varredura de imagens telescópicas. Esses objetos estão situados a 48 unidades astronômicas (UA) de distância, medida entre a Terra e o Sol. A descoberta foi apresentada durante a 54ª Conferência de Ciência Lunar e Planetária.

A pesquisa inicialmente visava encontrar novos alvos para a sonda New Horizons, da NASA, que foi lançada em 2006 e já explorou o sistema de Plutão. Atualmente, a sonda está a 56 UAs da Terra e conseguiu explorar o cinturão de Kuiper, onde descobriu o objeto Arrokoth, mundo remoto em formato de boneco de neve.

Leia mais:

Conforme o ScienceAlert, recentemente, um estudo liderado por Alan Stern, cientista planetário, revelou que os 12 grandes montes existentes em Arrokoth tiveram origem planetária comum.

publicidade
  • Usando imagens da New Horizons, os pesquisadores analisaram a formação desses montes e chegaram à conclusão de que eles se agruparam suavemente ao longo do tempo, descartando a ideia de alta velocidade em sua formação;
  • A missão da New Horizons foi estendida pela NASA, mas a exploração de paisagens a quase 60 UAs do Sol é um desafio devido à falta de iluminação;
  • Para enfrentar essa dificuldade, os astrônomos utilizaram o aprendizado de máquina, treinando rede neural para identificar objetos no cinturão de Kuiper;
  • Essa nova técnica identificou o dobro de objetos em comparação à pesquisa humana.

Resultados

Os resultados dessa pesquisa sugerem a existência de pelo menos dois anéis de material gelado orbitando o Sistema Solar, com lacuna de 50 UAs entre eles. Esses resultados podem explicar um brilho atípico detectado pela New Horizons e pelo Telescópio Espacial Hubble, indicando a presença de camada de poeira refletora no Sistema Solar exterior.

No entanto, é importante ressaltar que esse novo estudo ainda não foi revisado por especialistas e pode haver alguns bugs a serem solucionados na técnica de aprendizado de máquina utilizada. Portanto, é necessário aguardar análise mais aprofundada e pesquisas adicionais para confirmar a existência desses dois anéis de objetos gelados.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!