Uma poderosa tecnologia de alta velocidade para veículos de decolagem e pouso da vertical (HSVTOL) foi testada com sucesso – inclusive, no disparo a jato. Os trabalhos da empresa Bell Flight foram realizados em solo, com o sistema conectado a um trilho, alcançando parâmetros consideráveis de propulsão.

Os testes ocorreram na Base Aérea de Holloman, no estado norte-americano do Novo México. Eles estão vinculados ao programa SPRINT (sigla em inglês para Tecnologias Independentes de Velocidade e Pista), da DARPA, agência dos Estados Unidos responsável por desenvolvimentos tecnológicos na área de defesa.

Leia também:

Em um vídeo, foram compartilhadas cenas do sistema “High Speed” em linha com o usado para levantar na vertical um modelo VTOL antes da conversão para voo a jato. Os rotores movidos a turbina aplicam empuxo como fariam em uma situação de decolagem semelhante à que se veria em um “tiltrotor” (mistura de avião e helicóptero).

publicidade

Como pode ser visto no teste, assim que a nave atingir velocidade suficiente, o sistema de propulsão a jato deverá assumir o controle. Então, os rotores se ajustam devidamente para trás e travam no lugar. O programa SPRINT também inclui projeto, construção e pilotagem de uma “aeronave X” tiltrotor dotada de tecnologia HSVTOL.

Quando estiver totalmente desenvolvida, espera-se que a nova aeronave (com opção autônoma de pilotagem) seja capaz de voar em altas velocidades subsônicas de até 450 nós (833 km/h) para um alcance de 370 km em altitudes de até 30.000 pés (9.100 m). Já o limite de carga útil está sendo projetado para 2.300 kg em um compartimento grande o suficiente para acomodar um veículo pequeno.

Via New Atlas