EnglishPortugueseSpanish
publicidade

A Blue Origin, empresa de Jeff Bezos, também dono da Amazon, subiu mais um degrau na “escada” que pode levá-la até o espaço. Na quarta-feira (16), a companhia anunciou que foi adicionada à lista da Nasa de foguetes qualificados para futuras missões ao espaço. Assim sendo, a empresa está apta a participar de competições para promover viagens espaciais.

O foguete da Blue Origin chamado, New Glenn foi o que entrou na lista da agência espacial americana. Trata-se de um “veículo de lançamento de carga pesada reutilizável de configuração única, equipado com sete motores de foguete a gás natural liquefeito BE-4”. O The Wall Street Journal lembrou que o equipamento é aproximadamente seis andares maior do que foguetes de empresas rivais.

publicidade

Candidata para missões espaciais

Dessa forma, um contrato de Serviços de Lançamento II (NLS II, na sigla em inglês) de Quantidade Indefinida de Entrega Indefinida (IDIQ, na sigla em inglês) foi firmado entre as partes. Isso quer dizer que a Nasa se torna capaz de projetar espaçonaves que aproveitem da estrutura do foguete, ao passo que a Blue Origin entra como a mais nova concorrente para transportar cargas úteis ao universo, por exemplo

“Estamos orgulhosos de estar no catálogo de serviços de lançamento da Nasa e esperamos fornecer lançamentos confiáveis ​​para futuras missões da agência a bordo do New Glenn nos próximos anos”, afirmou Jarrett Jones, vice-presidente sênior do New Glenn na Blue Origin, em comunicado.

Vale destacar que, desde o anúncio da construção do New Glenn, em 2016, a empresa de Bezos já pleiteou vários clientes, mesmo sem progressos significativos em relação ao status de desenvolvimento do foguete. Enquanto acordos comerciais com a Eutelsat, Mu Space, OneWeb, Sky Perfect JSAT e Telesat são discutidos, o único sinal de movimentação no New Glenn tem sido a construção da plataforma de lançamento do foguete, na Flórida.

publicidade
O foguete New Gleen foi escolhido pela Nasa para participar de comptições para futuras missões espaciais. Créditos: Blue Origin/Divulgação

Outros foguetes da lista

Cabe lembrar que a lista da Nasa já possui outros foguetes neste sentido. Na categoria NLS II, já constam os equipamentos Antares, Pegasus e Taurus da Northrop Grumman, Falcon 9 e Falcon Heavy da SpaceX, bem como o Atlas 5 e Delta 4 da United Launch Alliance.

Fonte: Blue Origin