A Escola do Trabalhador, plataforma do governo federal que oferece cursos gratuitos na área de tecnologia, está de volta em versão “4.0”, em parceria com a Microsoft. O projeto visa capacitar mais de 5 milhões de jovens e adultos em habilidades digitais com foco no aumento da empregabilidade. 

No site da Escola do Trabalhador 4.0 estão disponíveis os primeiros seis cursos online da trilha ‘Letramento Digital’: trabalhe com computadores; acesse informações online; comunique-se online; crie conteúdo digital; colabora e gerencie conteúdos digitais; e participe online com segurança e responsabilidade. 

A plataforma de ensino remoto, implementada em parceria com a Softex, disponibilizará outros 41 cursos, em mais 10 trilhas, ao longo de abril, maio e junho. Todos online, gratuitos e com certificado.

Plataforma Escola do Trabalhador 4.0. Imagem: Reprodução

O público-alvo são trabalhadores, maiores de 18 anos, em busca de emprego, que queiram se reinventar e se preparar para as novas demandas do mercado de trabalho, principalmente com foco no ambiente digital

publicidade

Segundo a Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, a meta é alcançar 5,5 milhões de trabalhadores até fevereiro de 2023.

“Promover qualificação profissional e melhorar a descoberta de oportunidades de emprego na economia digital são os principais desafios que pretendemos endereçar com essa parceria. Acredito que iniciativas como essa são fundamentais para apoiar a retomada econômica do país e o crescimento sustentável do Brasil”, comentou Tânia Cosentino, presidente da Microsoft Brasil.

Para se inscrever nos cursos, acesse o site da Escola do Trabalho 4.0. Fique de olho, pois em abril, serão lançados os cursos das trilhas ‘Produtividade’ e ‘Introdução à programação’.

Leia mais:

Cursos em SP com bolsa-auxílio

O governo de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, está oferecendo 3.790 vagas para cursos gratuitos de qualificação profissional com bolsa-auxílio de R$ 210 do programa Via Rápida.

Os cursos são de curta duração e abrangem diversas áreas, incluindo tecnologia: informática básica; criação e conteúdo para mídias digitais; e desenvolvimento de websites front-end são alguns exemplos. Há opções de aulas ao vivo, no modelo de Ensino à Distância (EAD).

Via: Microsoft