A Caixa paga nesta quarta-feira (19) a segunda parcela do auxílio emergencial 2021 para trabalhadores informais nascidos em março. Os valores dos benefícios, que variam de acordo com a estruturação das famílias, serão de R$ 150 a R$ 375.

Anteriormente, o pagamento para os beneficiários nascidos em março estava programado para o próximo domingo (23), mas na última quinta-feira (13), a Caixa antecipou o calendário da segunda parcela do auxílio emergencial 2021 — que teve início no domingo (16) e deve se estender até 30 de maio.

O dinheiro, que será depositado nas contas poupança digitais nesta quarta, poderá ser movimentado pelo Aplicativo Caixa Tem. No entanto, o montante só poderá ser sacado em espécie ou transferido para uma conta corrente de duas a três semanas após o depósito ter sido realizado.

Calendário de pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial
Novo calendário do pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial. Foto: Governo Federal/Divulgação

Leia mais:

publicidade

Além dos inscritos no Cadastro Único de Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em março, os beneficiários do Bolsa Família com o Número de Inscrição Social (NIS) de dígito final 2 também recebem a segunda parcela do auxílio emergencial 2021 nesta quarta.

No entanto, os inscritos no programa Bolsa Família já poderão realizar o saque — tendo em vista que os beneficiários podem retirar o dinheiro nos dez últimos dias úteis de cada mês com base no dígito final do NIS.

O pagamento da segunda parcela aos inscritos no Bolsa Família teve início na última terça-feira (18) e segue até o dia 31 de maio, mas o auxílio emergencial será depositado apenas quando o valor for superior ao benefício do programa social.

Calendário de pagamento do auxílio emergencial para inscritos no Bolsa Família
Calendário da segunda parcela para inscritos no Bolsa Família. Foto: Agência Brasil/Reprodução

Vale lembrar que o auxílio emergencial 2021 será pago apenas para quem recebia o benefício em dezembro de 2020. Estima-se que cerca de 45,6 milhões de brasileiros sejam beneficiados.

Fonte: Agência Brasil

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!