Uma marca de produtos de limpeza se notabilizou por ter “1001 utilidades”. E embora não seja do mesmo segmento, a SpaceX parece ter o mesmo objetivo. Além de levar os primeiros astronautas à Lua em mais de 50 anos, levar humanos a Marte e ajudar na limpeza da órbita da Terra, Elon Musk quer que sua Starship também seja um telescópio gigante.

Em um tuíte publicado nesta quarta-feira (7), o excêntrico bilionário sul-africano sugeriu que a própria Starship poderia servir como estrutura para um novo telescópio espacial. De acordo com Musk, esse equipamento poderia ter até dez vezes a resolução do Hubble, da Nasa.

publicidade

Segundo o empresário, a ideia de transformar a nave em um telescópio espacial gigante não foi dele, mas do astrofísico Saul Perlmutter, do Laboratório Nacional Lawrence Berkeley, localizado na Universidade de Berkeley, no estado americano da Califórnia.

O objetivo seria substituir o Hubble, que precisou interromper suas operações por conta de problemas de software. Os cientistas da Nasa estão buscando alternativas para tentar reparar o bom e velho telescópio, mas já pensam em soluções alternativas caso a falha seja irreversível.

“Carreta” espacial

Em um tweet anterior, Elon Musk elaborou planos uma “variante dedicada ao espaço profundo” da Starship, que poderia ser reabastecida em órbita, permitindo que a SpaceX possa levar mais cargas para destinos mais distantes, como a Lua e Marte.

Em um gráfico publicado pela Nasa na noite desta quarta, foram comparados os desempenhos de diferentes foguetes, incluindo o Falcon Heavy, da SpaceX. De acordo com a agência, a versão especializada em cargas pesadas do Falcon 9 será capaz de levar cerca de 11.800 kg de carga útil até o Planeta Vermelho.

Leia mais:

A Starship poderia aumentar essa capacidade em quase dez vezes. Porém, a SpaceX ainda tem muito no que trabalhar antes do primeiro voo orbital de sua nave, mais ainda para transformá-la em um telescópio gigante mais potente que o Hubble. A SpaceX tem como objetivo realizar um teste orbital da Starship ainda neste mês.

Com informações do Futurism

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!