Na feira anual chinesa de automóveis Chengdu Motor Show, que começou hoje (27/08) e vai até o dia 05 de setembro, a Great Wall Motors (GWM) revelou um veículo realmente inusitado. O GWM Wey V72 é uma versão do Ora Punk Cat com uma frente que lembra a de um carro dos anos 1940 – numa referência mais óbvia que a usada no PT Cruiser dos anos 2000.

Parte da frente do Wey V72 aparecendo em um corredor
Divulgação/GWM

Espelhando o Ora Punk Cat (e o Ora Ballet Cat, um modelo que traz combinações de cores mais suaves que o seu irmão punk), o Wey V72 traz alterações mais visíveis em suas partes traseira e frontal. A GWM parece ter modificado o capô dianteiro para que se parecesse com um carro americano genérico dos anos 1950. Além da grade cromada arrojada, há bordas para os faróis de LED redondos e parachoque de barra dupla que integra um par de faróis de neblina.

publicidade

Luxo retrô

Já a porta traseira do carro vem com o emblema Wey e recebeu uma saliência que parece abrigar um pneu sobressalente. As lanternas traseiras de LED são ovais e um parachoque cromado oferece lanternas integradas ao lado do suporte da placa.

parte traseira do Wey V72
Divulgação/GWM

Nas laterais, o Wey V72 é estilizado com os espelhos retrovisores e maçanetas em acabamento cromado. O carro elétrico ostenta rodas de liga leve com raios de arame e entradas de ar falso aplicadas nos paralamas dianteiros. Uma barra cromada foi instalada na parte inferior das portas e um toque final do design é fornecido por um teto solar de vidro.

Detalhe de retrovisor do Fusca Limusine
Divulgação/GWM

O passado e o futuro no Wey V72

O design da cabine do veículo elétrico inclui telas digitais sensíveis ao toque para o motorista e o passageiro, separadas por um sistema de infoentretenimento. Uma série de saídas de ar circulares adicionam um elemento clássico.

Por dentro do carro elétrico da GWM
Divulgação/GWM

O console central estofado em couro apresenta uma bandeja para colocar smartphones, dois porta-copos e um compartimento de armazenamento. Logo acima, está uma bandeja de controles com interruptores e botões cromados. O design do volante é dotado de controles multifuncionais sensíveis ao toque.

Leia mais:

Especula-se que o excêntrico carro da Wey deve vir com as mesmas baterias LFP usadas pelo Ora Punk Cat. Ou seja, opções de dois conjuntos, de 47,8 kWh e de 59,1 kWh (com autonomia próxima de 500 km). Os tempos de recarga então seriam em torno de oito horas (versão comum) e um pouco mais de 30 minutos com carregamento ultrarrápido.

Com relação ao motor elétrico, se também houver configuração no sentido dos irmãos mais humildes, teremos 143 cv e 21,4 kgfm. O que fica é a curiosidade para saber se este motor permanece na parte de trás do carro (como nos tradicionais Fuscas originais e nos “Fuscas chineses”), ou no capô avolumando na frente.

O polêmico Ora Punk Cat ganhou os olhos do mundo (principalmente da Volkswagen) após ser patenteado na China e na Europa pela Great Wall Motor. O novo carro elétrico da empresa chinesa é visto como uma cópia do famoso Fusca, a ponto da fabricante alemã cogitar entrar na Justiça contra a inusitada rival asiática.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal.