A Apple realiza nesta terça-feira (14/09) o tradicional evento de lançamentos dos produtos de outono. Este ano, a expectativa é que a empresa revele os novos iPhone 13, Apple Watch Series 7, além de uma nova geração de AirPods. Saiba o que esperar de cada lançamento.

iPhone 13

A nova geração do iPhone pode trazer poucos avanços em relação o iPhone 12, lançado no ano passado. O iPhone 13 deve seguir o mesmo visual do seu antecessor, incluindo quatro modelos: a versão padrão e Pro com 6,1 polegadas, a mini com 5,4 polegadas e a Pro Max com 6,7 polegadas. Todas as telas devem contar com taxa de atualização de 120 Hz, algo muito esperado entre os usuários, além de um notch menor e imãs mais resistentes para a tecnologia MagSafe.

publicidade

O destaque está para o novo chip A15 Bionic que deve ser fabricado com litografia de 5 nm, a mesma do A 14 Bionic do iPhone 12, com compatibilidade para redes 5G e Wi-FI 6E, além de um sistema de comunicação via satélites que será utilizado apenas para aviso de emergência. A ideia da Apple é fornecer um sistema de SMS para os usuários alertarem quando estiverem em locais sem cobertura 5G ou 4G. A expectativa é que, no futuro, a empresa adote a tecnologia para ligações internacionais sem a necessidade de operadoras. O recurso, no entanto, será restrito a alguns países.

Além disso, o iPhone 13 contará com câmeras similares as do iPhone 12 Pro, incluindo recursos Dolby Vision com 10 bits e a adoção do formato ProRes para resoluções Full HD e 4K.

Leia mais:

Armazenamento de 1TB

Outro avanço está na capacidade de armazenamento do iPhone, para a 13ª geração, a Apple deve abandonar a capacidade de 64 GB para incluirá modelos com até 1 TB de capacidade. Apesar dos rumores, o iPhone 13 deve permanecer com as portas Thunderbolt, ao invés das portas USB-C adotadas pelos iPads mais recentes. O dispositivo também não contará com Touch ID.

Apple Watch 7
Imagem: Pocket-lint

Apple Watch Series 7

O Apple Watch Series 7 provavelmente será o dispositivo que mais receberá atualizações em relação aos seus antecessores. O smartwatch da Apple deve chegar ao mercado com um novo design, adotando a tendência “quadrada” dos iPhone e iPads mais recentes. Além de uma opção estética, o formato contribui para a criação de uma tela plana consideravelmente maior que os modelos anteriores.

O dispositivo pode chegar ao mercado em dois tamanhos: 41mm e 45mm. A versão maior deve ter aproximadamente 1,90 polegadas, um ganho expressivo de tela em relação a dimensão de 1,78 polegadas do Apple Watch 6. Com o novo formato, a Apple deve aproveitar para criar Watchfaces exclusivas, aumentando os dados de uma única tela.

A ideia é que o usuário tenha maior liberdade para visualizar mais informações sem precisar tocar no smartwatch. O novo formato também deve resultar em watch bands mais largas com cores exclusivas.

Apple Watch 7 tem imagens renderizadas comparadas. Imagem: 9to5Mac
Apple Watch 7 terá tela maior que os antecessores. Imagem: 9to5Mac

Apple Watch 7 não medirá pressão arterial

Apesar do tamanho, o Apple Watch 7 não deve trazer um dos recursos mais aguardado pelos usuários: o medidor de pressão arterial. Nas últimas semanas, um relatório da Nikkei chegou a sugerir que o dispositivo seria equipado com novos medidores, mas aparentemente a informação não estava correta.

O relatório também sugere atraso na fabricação dos dispositivos, as fábricas parceiras da Apple estariam enfrentando dificuldade em estabelecer uma linha de produção do novo formato de telas, o que pode resultar em um lançamento com lote limitado do Apple Watch 7.

AirPods 3

Além do iPhone 13 e do Apple Watch 7, a Apple deve aproveitar o evento para lançar os AirPods 3. Apesar dos novos fones de ouvido, os AirPods 2, lançados em 2019, devem permanecer no mercado por mais algum tempo.

De acordo com o analista de mercado Ming-Chi Kuo, conhecido por acertar várias previsões do mercado de smartphones, a Apple planeja lançar os AirPods 3 a um preço mais alto que os modelos atuais que já são vendidos por US$ 159 (R$ 829). Apesar do ajuste, Ming-Chi também espera que a chegada dos novos modelos torne os AirPods 2 mais baratos.

O analista também espera que os AirPods 2 continuem sendo fabricados por mais um ano, sendo aposentados com a mudança de design dos acessórios em 2022.

AirPods 3 não terão cancelamento de ruído

Ainda segundo Ming-Chi, os novos AirPods 3 não possuirão cancelamento de ruído ativo. Os fones de ouvido contarão com design mais próximo dos AirPods Pro, incluindo hastes menores, e o sistema para head-tracking Spatial Áudio, o áudio espacial da Apple. O recurso deve ser compatível apenas em dispositivos que estiverem atualizados com o iOS 15.

Imagem: 9to5mac

Novos WatchOS 8 e iOS 15

Com achegada dos novos modelos, a Apple também aproveitará para oficializar os sistemas operacionais iOS 15 e o WatchOS 8, a sua versão para smartwatches.

Entre as novidades, o iOS 15 deve trazer recursos aprimorados para as chamadas via FaceTime, incluindo a compatibilidade com áudio espacial, o que deve torná-lo um concorrente de peso para o Zoom e o Google Meet.

Ainda será possível acrescentar filtros ao microfone, para bloquear ruído ou isolar a voz. Também haverá uma visualização em grade para chamadas em grupo e um modo retrato que destaca a pessoa e borra o fundo. A melhor parte, porém, é a capacidade de gerar um link para convidar usuários de Windows e Android para participar de uma chamada.

O app também deve contar com o sistema SharePlay que permitirá aos usuários assistirem a conteúdos como filmes e vídeos simultaneamente com os amigos, o recurso é parecido com o que plataformas como o Discord oferecem.

Novos recursos para chamadas e práticas esportivas

Além disso, a nova versão do sistema operacional contará com aprimoramentos no modo foco, possibilitando a criação de vários perfis para habilitação de apps específicos, além de um novo sistema de notificações e um novo app de fotos.

O sistema ainda prevê o recurso Live Text que possibilitará ao iPhone o reconhecimento de textos presentes em imagens, podendo ser copiado e colado em outros aplicativos. De acordo com a Apple, ele chegará inicialmente em sete idiomas.

Já o WatchOs 8 terá novos recursos para saúde com foco no ‘mindfulness’, ou atenção plena, em português. As novidades incluem um aplicativo de respiração guiada, além de funções para meditação.

A Apple também deve aproveitar o ganho de espaço com as novas telas do Apple Watch 7 para simplificar recursos como o compartilhamento de imagens pelo gadget, além de incluir novos recursos para exercícios ao dispositivo.

iPads podem ficar de fora do evento

A Apple não costuma lançar mais de três produtos no mesmo evento. Apesar dos rumores, os novos modelos do iPad devem ser revelados em um segundo evento, previsto para as próximas semanas, junto com a nova geração de MacBooks.

A nova geração do iPad deve incluir uma versão atualizada do iPad Mini, mais fino e com tela melhor. Já os MacBooks devem receber upgrades na versão Pro, com telas maiores e a atualização para os processadores M1X em todos os modelos.

O Apple Event acontece na terça-feira, 14 de setembro, às 14h (horário de Brasília) e será transmitido online nos canais oficiais da Apple no YouTube.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!