Com o mundo se preparando para o lançamento de ‘007 – Sem Tempo Para Morrer‘, as casas de apostas do Reino Unido – e o público nas redes sociais – voltaram a um dos passatempos favoritos: especular sobre quem pode substituir Daniel Craig como o novo James Bond, uma conversa que já dura vários anos.

No entanto, de acordo com os produtores da aclamada franquia de espionagem, essa é uma conversa que eles não querem ter até 2022. Em uma entrevista ao popular programa ‘Today’, da BBC Radio 4 na manhã desta segunda-feira (27), os meios-irmãos e chefes da Eon Productions (responsável pela saga de Bond) foram questionados se eles já decidiram quem poderia substituir o 007 de Craig.

publicidade

“Oh, Deus, não”, declarou Barbara Broccoli. “Não estamos pensando nisso. Queremos que Daniel tenha o momento de comemoração. No ano que vem, começaremos a pensar no futuro”. Michael G. Wilson acrescentou que, por ora, não consegue imaginar ninguém que possa estar na pele do personagem, inclusive. “[Craig] tem sido um ótimo Bond. Esses são grandes sapatos para preencher. Eu nem consigo [pensar se é] possível”, afirmou.

james bond 007
Daniel Craig como James Bond em cena de ‘007: Sem Tempo Para Morrer’. Imagem: MGM/Divulgação

Broccoli, então, lembrou como o ator relutou em assumir o papel antes de ser escalado ao longo de 15 anos. “Craig sabia que isso mudaria sua vida, o que obviamente mudou”, disse ela, elogiando o que o britânico trouxe para o personagem, algo que outros atores não fizeram com tanta intensidade, por exemplo. “Ele explorou a vida emocional de Bond, aprofundar-se na complexidade pessoal do personagem”.

Atualmente, os principais favoritos das casas de apostas para ser o novo James Bond são Tom Hardy (‘Venom’), Regé-Jean Page (‘Bridgerton’), James Norton (‘Adoráveis Mulheres’), Luke Evans (‘A Bela e a Fera’), Idris Elba (‘O Esquadrão Suicida’) e Henry Cavill (‘The Witcher’).

O novo James Bond no futuro…

Com ou sem um novo 007, os produtores foram questionados sobre o futuro da franquia como um todo e, tal qual Craig, Broccoli afirmou que James Bond não será interpretado por uma mulher. “Ele é um personagem masculino. Espero que haja muitos, muitos filmes feitos com mulheres, para mulheres, por mulheres, sobre mulheres, mas não acho que temos que pegar um personagem masculino e ter uma mulher para retratá-lo”, declarou a produtora, brincado ainda sobre a saída de Craig. “Estou meio que em negação, adoraria que Daniel continuasse para sempre”.

Leia mais:

Ao discutir sobre a aquisição da MGM pela Amazon, empresa controladora da Eon, e como isso poderia impactar Bond, Broccoli e Wilson não revelou quaisquer detalhes. “Vamos continuar produzindo”, comentou Broccoli. “No próximo ano será o 60º aniversário dos filmes de Bond, então estamos ansiosos para o novo capítulo, seja o que for. Não temos certeza no momento, queremos apenas comemorar ‘Sem Tempo para Morrer’ e a conquista de Daniel”.

No início de 2021, Eon disse à revista Variety que está “comprometida em continuar a fazer filmes de James Bond para o público do cinema”, apesar da aquisição da MGM por US$ 8,45 bilhões pela Amazon – ou seja, sem quaisquer chances de ver o “maior espião do mundo” em uma série de streaming.

Fontes: Deadline, The Hollywood Reporter e Variety

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!