Alec Baldwin conversou pela primeira vez com paparazzi sobre o acidente fatal envolvendo Halyna Hutchins, diretora de fotografia de seu último filme ‘Rust’. A entrevista ocorreu em tom informal na beira de uma estrada em Manchester, Vermont. Na ocasião, o ator estava acompanhado de Hilaria Baldwin, sua esposa, e seus filhos o aguardavam no carro.

Baldwin disse não poder falar sobre qualquer detalhe do assassinato de Halyna no set de filmagens. “Não tenho permissão para fazer nenhum comentário porque é uma investigação em andamento”, disse aos reunidos.

publicidade

A morte da diretora de fotografia ocorreu durante o ensaio de uma cena em que Baldwin apontava uma arma cenográfica para a câmera, segundo a investigação. Halyna, de 42 anos, morreu no local. O diretor do filme, Joel Souza, de 48 anos, foi ferido no ombro.

A diretora de fotografia Halyna Hutchins, morta após tiro disparado por Alec Baldwin. Imagem: Instagram/Reprodução

Apesar de não poder dar detalhes do ocorrido, ele fez questão de dizer algumas coisas sobre Halyna no vídeo postado no site do TMZ neste sábado (30). “Ela era minha amiga. No dia em que cheguei a Santa Fé para começar a filmar, levei-a para jantar com o diretor Joel”, explicou.

Neste momento da entrevista, sua esposa tentou interrompê-lo enquanto acenava com a cabeça ‘não’. Mas, o ator pediu licença e seguiu falando: “Éramos uma equipe muito bem entrosada filmando um filme juntos e então esse evento horrível aconteceu”.

No momento seguinte da entrevista, a esposa de Baldwin ficou chateada e repreendeu um entrevistador que esqueceu o nome de Halyna Hutchins. “O nome dela é Halyna. Se você está gastando tanto tempo esperando por nós, você deveria saber o nome dela”, irritou-se.

Hilaria voltou a interromper a entrevista quando perguntaram como tinha sido o encontro de Baldwin com o marido e o filho de Halyna. Mas, dessa vez, o ator pediu para ela não fazer isso, que ele iria responder algumas perguntas.

Baldwin revelou que não saberia definir como foi o momento. “O cara está dominado pela dor. Ocorrem acidentes acidentais em sets de filmagem de tempos em tempos, mas nada parecido com isso. Este é um episódio em um trilhão”, explicou.

alec baldwin
Alec Baldwin mata cinegrafista acidentalmente com disparo de arma cenográfica. Imagem: Instagram/Reprodução

“O que eu sei é que o esforço em progresso para limitar o uso de armas de fogo em sets de filmagem é algo em que estou extremamente interessado”, disse Baldwin.

Leia também:

O ator enfatizou ainda que nos últimos 75 anos nos Estados Unidos houve poucos acidentes com armas usadas durante a gravação de filmes e programas de TV e que na ocorrência de uma catástrofe, como a que ele testemunhou, novas medidas devem ser tomadas, incluindo a possibilidade de usar armas de borracha ou plástico.

“Não cabe a mim decidir. É urgente que você entenda que não sou um especialista neste campo. Então, o que quer que as outras pessoas decidam que é a melhor maneira de fazer em termos de proteção das pessoas em sets de filmagem, eu sou totalmente a favor e cooperarei com isso da maneira que puder”.

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!