Uma nova pesquisa identificou uma diminuição substancial no tamanho do cérebro de humanos modernos. Segundo os pesquisadores, a maior parte dessa redução se deu por conta do aumento da obesidade, que faz com que o corpo tenha um tamanho muito maior do que o do cérebro.

O fenômeno da diminuição do tamanho do cérebro humano não é exatamente uma novidade, muito longe disso, na verdade. Em uma comparação com os milhões de anos de evolução dos hominídeos, a massa encefálica tem diminuído significativamente há pelo menos 50.000 anos.

publicidade

Diminuição já dura 50.000 anos

O porquê do início dessa diminuição ainda não está claro para os pesquisadores, assim como também não se sabe qual o impacto desse fenômeno na cognição humana. Além disso, não se sabe sequer se houve alguma consequência da diminuição do tamanho do cérebro em alguma de suas capacidades.

Ao comparar os cérebros de 71 hominídeos antigos de diferentes períodos da pré-história com dados de autópsia de 19 indivíduos que morreram entre 1980 e 1892, os pesquisadores notaram que o tamanho absoluto do cérebro ficou pelo menos 5,4% menor em humanos modernos.

Leia mais:

Além disso, houve uma redução bastante significativa na quantidade de massa cinzenta nos humanos modernos. A maior parte dessas mudanças pode ser explicada por mudanças no tamanho médio do corpo dos seres humanos.

Obesidade acelerou o processo

A,Man,Measures,His,Fat,Belly,With,A,Measuring,Tape.
Aumento da prevalência da obesidade fez com que o processo de diminuição do cérebro humano se acelerasse. Crédito: Shutterstock/Reprodução

Segundo os pesquisadores, a queda dos níveis de encefalização humana permaneceu estável durante os últimos 50.000 anos. Porém, essa queda se acentuou nos humanos modernos. Nesse mesmo período, é possível observar aumentos bastantes significativos nos níveis de índice de massa corporal (IMC).

A diminuição do tamanho do cérebro é uma resposta adaptativa às mudanças na fisiologia humana, em particular, ao aumento da massa corporal dos humanos modernos. Porém, a queda no tamanho cerebral não necessariamente significa que estamos ficando menos inteligentes.

Na verdade, alguns fatores ambientais como melhorias nos sistemas de saúde e educação, além da revolução tecnológica, compensariam e muito uma possível perda de neurônios ocasionada pela redução do tamanho do cérebro.

Via: Psypost

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!