A polícia do Canadá prendeu o responsável por um dos maiores roubos envolvendo criptomoedas: um adolescente. O jovem conseguiu através de um golpe roubar de uma única pessoa o equivalente a US$ 36,5 milhões em criptoativos (mais de R$ 203 milhões em conversão direta).

A informação, segundo o Engadget, foi divulgada pelas autoridades de Hamilton, uma cidade que fica na província canadense de Ontário.

publicidade
Ilustração de pilhdas da criptomoeda Bitcoin; Polícia prende adolescente que roubou mais de R$ 200 mi em criptomoedas
Quantia roubada equivale a mais de R$ 200 milhões. Imagem: kitti Suwanekkasit/Shutterstock

O dono das criptomoedas foi vítima de uma espécie de clonagem de chip SIM. Seu número de celular foi “sequestrado” e depois utilizado para interceptar mensagens de texto contendo códigos de autenticação de dois fatores — um recurso de segurança que o Google pretende, inclusive, tornar obrigatório.

Com isso, o cibercriminoso acabou conseguindo um código de acesso para entrar na conta e utilizar parte do dinheiro roubado para adquirir um nome de usuário em um jogo online.  

A transação, apesar de parecer inofensiva, foi o suficiente para chamar a atenção do FBI e da polícia local, que logo identificaram quem era o responsável pelo crime.

No momento da prisão, as autoridades identificaram outros US$ 5,5 milhões em criptomoedas roubadas.

Veja também

Vale ressaltar que com o crescimento do mercado cripto, 2021 foi um ano marcado por golpes envolvendo ativos digitais. Um levantamento recente divulgado pela Atlas VPN, especializada em soluções de privacidade e segurança digital, aponta que mais de US$ 1,13 bilhão (cerca de R$ 6,3 bilhões) foram roubados em criptomoedas de julho a setembro de 2021.

Segundo a pesquisa, em torno de 70% desse valor foram desviados de usuários ou aplicações da rede ethereum, que teve 20 invasões em seu ecossistema. Somente em uma delas, foram roubados mais de US$ 270 milhões, mais de R$1,5 bilhão em conversão direta.

Imagem principal: Jirsak/Shutterstock

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!