Na última terça-feira (16), a NASA confirmou que a missão DART, que lançará um foguete Falcon 9 (SpaceX) para se chocar contra um asteroide, está dentro do prazo estipulado, assegurando o bom andamento de uma das cinco próximas missões que a empresa de Elon Musk tem planejados ainda para 2021.

Mais além, os cinco próximos lançamentos da SpaceX vêm logo após duas outras missões executadas pela empresa em um intervalo de meros dias: no último dia 11, a companhia levou à Estação Espacial Internacional (ISS) a equipe de astronautas da missão Crew-3 e, na mesma semana, disparou 53 novos satélites da Starlink, a sua plataforma de conexão à internet para áreas isoladas.

publicidade

Leia também

O ritmo acelerado da empresa é corroborado pelo seu CEO e fundador, que, no começo deste mês, afirmou em sua conta oficial no Twitter que é desejo da SpaceX projetar ao espaço “algo em torno de 80 toneladas” de equipamentos e recursos em missões dos mais variados tipos.

Não que a SpaceX vá admitir isso diretamente, mas dos cinco próximos lançamentos, é possível que a missão DART mostre o maior valor científico: coordenada pela Nasa, o intuito da iniciativa é lançar um foguete da empresa para colidir diretamente com o asteroide duplo Dydimos – um tipo de asteroide formado por uma rocha maior e outra menor, presas entre si pela força gravitacional.

A ideia é analisar a capacidade do impacto de desviar o asteroide de sua rota atual. Os dados coletados pelo centro de controle da NASA permitirão à agência americana avaliar um método mais direto de defesa planetária para os casos improváveis de objetos errantes do espaço entrarem em uma rota de colisão com a Terra.

O último lançamento do ano, em 21 de dezembro, também traz características importantes: a missão CRS-24 (sigla para “Commercial Resupply Service) usará uma nave Crew Dragon não tripulada da empresa para levar suprimentos variados à ISS, desde alimentos e combustível até recursos científicos para estudos variados.

Além disso, a SpaceX anunciou a expectativa de que a Starship, sua nave de classe orbital, tenha seu voo inaugural lançado em algum momento de janeiro de 2022. O lançamento, que é em capacidade de teste, servirá para confirmar as capacidades do atual protótipo (Starship SN20).

A ocasião será de extrema importância para Elon Musk, haja vista que a Starship possivelmente será a nave escolhida pela NASA para conduzir missões em direção à Lua (via Programa Artemis) e, posteriormente, também deve servir de transporte de astronautas para Marte.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!