Um grupo de pescadores dos EUA, teve uma encantadora surpresa ao conferir suas redes armadas em Casco Bay, uma enseada do Golfo do Maine. Acostumados a fisgar os mais variados tipos de frutos do mar, eles mal podiam acreditar no que viam: uma lagosta azul cintilante, salpicada de manchinhas de diversos outros tons de azul.

Batizada de Haddie, a lagosta algodão-doce foi encontrada no Golfo do Maine, EUA. Imagem: Get Maine Lobster

“Estávamos medindo e escolhendo lagostas em nossas armadilhas e, de repente, esse brilho surgiu em uma das redes”, disse Bill Coppersmith em entrevista à rádio NPR. “Eu disse ‘uau, olha isso’, e agarrei aquela lagosta. Então, um dos meus ajudantes disse que parecia um algodão-doce”.

publicidade

Coppersmith batizou a lagosta fêmea de Haddie, em homenagem à sua neta de 8 anos. Ele e seus colegas acreditam que ver uma lagosta assim é algo que acontece uma em 100 milhões de vezes.

Não se sabe exatamente quantos exemplares existem na natureza, mas, segundo Mark Murrell, dono da empresa de frutos do mar Get Maine Lobster, da qual Coppersmith é funcionário, o crustáceo azul bebê é avistado uma vez a cada quatro ou cinco anos.

Cor da lagosta pode ser explicada por mutação genética ou dieta

“É a primeira vez que vejo um pessoalmente”, disse Murrell ao The Washington Post. “Você coloca sob uma luz diferente, e é incrível. Ela realmente começa a brilhar e diferentes cores surgem: azul, rosa, aqua. É iridescente como o interior de uma concha”.

A razão para esse efeito “furta-cor” no casco de Haddie é provavelmente uma mutação genética. No entanto, biólogos marinhos não descartam a possibilidade de haver relação com a alimentação do animal.

Lagostas, geralmente, têm três ou quatro pigmentos diferentes – como vermelho, azul e amarelo – que se formam para produzir seu tom marrom escuro característico. 

Leia mais:

De acordo com um artigo do Live Science, sua cor vem de uma molécula de pigmento chamada astaxantina, que se liga a outras proteínas. Dependendo de como se dão essas ligações, a casca reflete diferentes comprimentos de onda de luz que vemos como cores. 

É por isso que as lagostas só ficam vermelhas após o cozimento, já que isso desnatura as proteínas em suas conchas. Algumas lagostas vivas têm naturalmente mais ou menos de um determinado pigmento. No caso de Haddie, ao que parece, faltam-lhe todos os pigmentos, exceto o azul, o que a deixa com esse aspecto de algodão-doce.

Por outro lado, a aparência de Haddie também pode ser devido à dependência de uma fonte de alimento que causa níveis anormalmente baixos de astaxantina. 

Assim como os flamingos, as lagostas incorporam pigmentos de sua dieta em sua coloração. Imagem: GUDKOV ANDREY – shutterstock

Assim como os flamingos, as lagostas também incorporam pigmentos de sua dieta em sua coloração, e a falta de uma fonte importante de alimento pode influenciar. Se a causa da cor incomum de Haddie for sua dieta, comer alimentos ricos em outros pigmentos poderia fazer sua cor voltar ao “normal” com o tempo.

Alvos fáceis para predadores famintos

No mês passado, o Olhar Digital noticiou o caso de um bagre amarelo encontrado na Holanda. Assim como ele, a lagosta algodão-doce enfrentaria problemas na natureza: com seus corpos claros, às vezes brilhantes, eles se destacam mais para os predadores e podem ser alvos mais fáceis do que seus primos totalmente pigmentados.

É por isso que Haddie não foi jogada de volta ao mar. Em vez disso, a lagosta rara viverá o resto de sua vida saboreando camarões e lulas em um aquário no Centro de Ciências Marinhas de Rye, no estado de New Hampshire.

No Twitter, o órgão comemorou a chegada da nova moradora: “Fotos da chegada da lagosta ‘algodão-doce’ de Casco Bay, no Maine. Ela estará a salvo de predadores aqui e ajudará as pessoas a aprender sobre a incrível diversidade da vida no mar”.

“Eu sabia que não iríamos cozinhá-la. Eu só queria mostrar para alguém”, disse Coppersmith. “É a mesma coisa que a ‘Mona Lisa’ – inestimável”. Sorte de Haddie.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!