Quatro astronautas que participarão de uma missão privada à Estação Espacial Internacional (ISS) em fevereiro de 2022 foram aprovados em exames médicos realizados pela Nasa e pelo Painel Multilateral de Operações Tripuladas, uma coalizão de cinco agências espaciais internacionais que decide quem pode ir à ISS e qual o papel de cada membro na missão.

Os tripulantes da missão Ax-1, organizada pela Axiom Space, são Larry Connor, que será o piloto, Michael Lopez-Alegría, que será o comandante, e os especialistas da missão Mark Pathy e Eytan Stibbe. A decolagem está prevista para 28 de fevereiro de 2022, a bordo de uma cápsula Crew Dragon da SpaceX, impulsionada por um foguete Falcon 9.

publicidade
Os tripulantes da missão Ax-1 da Axiom Space. Da esquerda para a direita: Larry Connor, Michael López-Alegría, Mark Pathy e Eytan Stibbe. Imagem: Axiom Space
Os tripulantes da missão Ax-1 da Axiom Space. Da esquerda para a direita: Larry Connor, Michael López-Alegría, Mark Pathy e Eytan Stibbe. Imagem: Axiom Space

Connor é um empreendedor norte-americano, e Lopez-Alegría é astronauta aposentado da Nasa e vice-presidente da Axiom Space. Pathy é um filantropo canadense, e Stibbe é um investidor e ex-piloto da Força Aérea Israelense

Durante sua estadia de oito dias a bordo da ISS, os astronautas realizarão um total de 25 experimentos em microgravidade, focando em ciência, educação e divulgação científica. Eles incluem pesquisas sobre o impacto da viagem espacial em células senescentes (que estão envelhecendo) e na saúde do coração. 

Leia mais:

Esta será apenas a primeira de quatro missões à ISS contratadas pela Axiom junto à SpaceX. Todas usarão foguetes Falcon 9 e cápsulas Crew Dragon. A missão seguinte, Ax-2, já foi aprovada pela Nasa e deve decolar no final de 2022 ou início de 2023. 

A Axiom é uma das muitas empresas que estão trabalhando em uma estação espacial comercial para substituir a ISS. Recentemente, a empresa também anunciou que está desenvolvendo seus próprios trajes espaciais para atividades extra-veiculares (EVA), as famosas “caminhadas espaciais”. A expectativa é que os novos trajes estejam prontos já em 2024, e possam ser oferecidos à Nasa para uso na ISS e no programa Artemis de retorno à Lua.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!