Uma estação de pesquisa na Antártida, que é de responsabilidade da Bélgica, está passando por um surto de Covid-19. Os novos casos acontecem mesmo com todos os funcionários devidamente vacinados com as duas doses e com o local sendo isolado em um dos locais mais remotos do mundo.

De acordo com autoridades belgas responsáveis pela estação de pesquisa, a situação não é dramática, apesar de preocupante. De acordo com o gerente de projeto da International Polar Foundation, que conduz as pesquisas no local, Joseph Cheek, todos os casos variam entre leves e, no máximo, moderados.

publicidade

Funcionários continuarão na Antártida

Contudo, todos os funcionários da estação que testaram positivo para Covid-19 foram colocados em uma quarentena. Além disso, foi ofertado um voo para tirá-los da Antártida, programado para o próximo dia 12 de janeiro. Porém, todos manifestaram o desejo de ficar por lá e continuar com o trabalho.

O primeiro caso de Covid-19 dentro da estação belga foi registrado no último dia 14 de dezembro. Os infectados eram todos membros de uma equipe que havia chegado à Antártida na semana anterior. Porém, esse não foi o primeiro surto da doença no continente gelado.

Outro surto

Base militar chilena Bernardo O’Higgins foi o primeiro local na Antártida a registrar casos de Covid-19. Crédito: Stone Monki/Wikimedia Commons

No final de 2020, um grupo de militares chilenos foi infectado após entrar em contato com um grupo de marinheiros responsáveis por um navio de abastecimento. Os marinheiros testaram positivo para a Covid-19 pouco depois de terem contato com os militares, que precisaram ficar em quarentena.

Esses foram os primeiros casos de Covid-19 registrados na Antártida, que foi o último continente a ter pessoas infectadas pelo vírus. Na ocasião, foram infectadas ao menos 36 pessoas, sendo 26 delas militares e outros 10 civis que trabalhavam na manutenção da base de pesquisa militar.

Leia mais:

Segundo estimativas da Agência Antártica Britânica, cerca de mil pessoas realizam pesquisas na Antártida atualmente. Essa população está dividida em 38 estações de pesquisa, que estão espalhadas por 38 estações, que estão em diferentes locais do continente gelado.

Via: G1

Já assistiu aos novos vídeos no YouTube do Olhar Digital? Inscreva-se no canal!