A temporada 2022 do futebol profissional brasileiro pode ainda não ter começado em campo, mas fora das quatro linhas já está a todo vapor. Nesta sexta-feira (7), a corretora mexicana Bitso anunciou o patrocínio ao São Paulo, um dos times que entrou na onda dos fan tolken. O acordo vai fazer com que o Tricolor Paulista aceite criptomoedas como forma de pagamento de ingressos.

A corretora, que chegou ao Brasil no ano passado, trabalha com cerca de 15 criptomoedas. A parceria com o São Paulo integra a estratégia de apoiar os esportes, para expandir o alcance no mercado brasileiro e também dar utilidade às moedas virtuais.

publicidade

Leia mais:

Além dos ingressos para os jogos do São Paulo, os torcedores tricolores vão poder também usar os ativos para comprar produtos licenciados do clube. A empresa de criptomoedas vai estampar a marca nas mangas do uniforme de jogo do time e também nas costas do padrão de treino.

Além disso, a companhia mexicana terá um setor no estádio do Morumbi, estrategicamente localizado para aparecer durante as transmissões das partidas, com capacidade para 18 mil torcedores. O contrato entre São Paulo e Bitso vale por três anos, com o clube recebendo mais de R$ 40 milhões.

Estádio do Morumbi - São Paulo
O Estádio do Morumbi terá um setor patrocinado pela empresa de criptomoedas. Imagem: Rubens Chiri / saopaulofc.net

“A parceria é o pontapé inicial do apoio da Bitso ao esporte brasileiro, e está alinhada com os objetivos de crescimento no Brasil ao mesmo tempo em que trabalhamos para mostrar que o mercado cripto é confiável, seguro e simples”, disse Beatriz Oliveira, diretora de Marketing para a América Latina da Bitso.

“Estamos felizes de estampar o logo da Bitso na camisa do nosso Tricolor e trabalhar em conjunto para fornecer aos milhões de são-paulinos novas e inovadoras experiências dentro e fora do campo. Com essa parceria estamos abrindo um novo capítulo na história do nosso clube”, destacou Eduardo Toni, diretor-executivo de Marketing do São Paulo.

No começo do ano de 2018, o time espanhol Real Madrid se tornou o primeiro clube de futebol do mundo a aceitar a criptomoeda Bitcoin como forma de pagamento nos ingressos. Nos Estados Unidos, a estratégia de promoção de cripto e blockchain no mercado esportivo é comum, como acordos com ligas como a NBA (basquete), NFL (futebol americano) e UFC (MMA).

Via: Exame / MKT Esportivo

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!