Após o retorno bem sucedido à Terra dos três astronautas chineses (ou taikonautas) da missão Shenzhou-13, no último sábado (16), a China divulgou quando será lançada a missão Shenzhou-14.

Chegada da Shenzhou-13 de volta à Terra após 6 meses no espaço
Chegada da missão Shenzhou-13 à Terra após 6 meses no espaço. Imagem: CCTV

Segundo Hao Chun, diretor do Escritório de Engenharia Espacial Tripulada da China, o país lançará mais três astronautas para sua estação espacial Tiangong em junho. Em uma entrevista coletiva, Chun disse que a tripulação da missão Shenzhou-14 vai passar seis meses na estação para adição de dois novos módulos.

publicidade

O módulo central da estação – chamado Tianhe ou Palácio Celestial – foi lançado em abril de 2021, e, de acordo com o planejamento, a conclusão da construção deve se dar ainda este ano. Chun anunciou que o módulo Wentian será lançado em julho, seguido do módulo Mengtian, em outubro.

Serão necessárias 11 missões para concluir a construção da estação, incluindo quatro tripuladas e quatro de carga, além dos lançamentos dos módulos. Quando estiver pronta, a estação, batizada de Tiangong, terá vida útil de 10 anos, que poderá ser estendida a até 15 anos com upgrades futuros.

Leia mais:

Perto do fim da missão da tripulação de Shenzhou-14, mais três taikonautas serão lançados a bordo da missão Shenzhou-15 para outra estadia de seis meses. Segundo revelado na entrevista coletiva, as duas equipes vão se sobrepor por três a cinco dias, marcando a primeira vez que a estação terá seis pessoas a bordo.

No sábado, a tripulação de Shenzhou-13 desembarcou no deserto de Gobi, na região norte da Mongólia Interior, após uma estadia recorde para o país no espaço (183 dias).

Durante a missão, a astronauta Wang Yaping realizou a primeira caminhada espacial chinesa feita por uma mulher. Wang, o comandante Zhai Zhigang e o tripulante Ye Guangfu também lecionaram física para estudantes do ensino médio.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!