A nova geração dos fones de ouvido sem fio (TWS, True Wireless) da Samsung ganhou um toque “profissional”. Nos Galaxy Buds Pro, o fabricante adicionou recursos de destaque como o cancelamento ativo de ruído (ANC) e dois drivers de som em cada lado. Por R$ 1.399, os fones vêm para competir com modelos como os AirPods Pro, da Apple.

No conjunto, que substitui o estojo padrão por um modelo parecido com o do Galaxy Buds Live, foram lançadas as novas cores Phantom Black (preto), Phantom Silver (prata) e Phantom Violet (violeta), que combinam com a nova linha Galaxy S21 de celulares.

publicidade

Mas, não apenas isso, a Samsung promete até 5h de reprodução com o cancelamento de ruído ligado, ou até 8h com a função desligada. Ele também é destacado como parte do ecossistema Galaxy, que a marca tem explorado com cada vez mais clareza.

Galaxy Buds Pro de perto

A ideia por trás dos fones de ouvido TWS é, em resumo, a praticidade. Os Galaxy Buds Pro são discretos e, na cor que nós testamos, traz acabamento espelhado em um tom prata na área sensível ao toque, enquanto o corpo de cada fone é violeta. Isso combina com a estrutura geral, como as ponteiras (borrachas) que já vêm nos fones e o estojo.

Assim como nas gerações passadas, os novos fones trazem ponteiras extras para que o usuário tenha um melhor encaixe no ouvido – já que o formato é intra-auricular. A estrutura dos fones também passou por mudanças, e agora eles se encaixam melhor no ouvido em relação aos Buds+ de geração anterior.

Fones de ouvido Galaxy Buds Pro e Buds+ da Samsung.
Ponteiras dos Galaxy Buds Pro possuem formato diferente e são mais confortáveis do que a geração anterior. Buds Pro à esquerda, Buds+ à direita. Imagem: Wellington Arruda/Olhar Digital

Cada lado do Buds Pro pesa 6,3 gramas, enquanto o estojo pesa 44,9 g, o que não é quase nada diferente (em termos de especificações) em comparação com o Buds+. Por outro lado, a nova geração traz a proteção IPX7 – no último modelo, a Samsung adotou a proteção IPX2. Na prática, isso garante que ele seja mais resistente contra líquidos.

Já o estojo, em si, é bem parecido com o modelo lançado pela Samsung no Galaxy Buds Live. Ele é quadrado (com cantos arredondados), traz um LED externo e outro interno que indicam o estado da bateria dos fones e do próprio acessório, além de uma entrada USB-C na traseira para carregamento. Assim como no modelo anterior, o estojo também é compatível com carregamento por indução (Qi). E, claro, ele é muito portátil, o que vem a ser um ponto positivo.

Qualidade de som

Em fones de ouvido totalmente sem fio, quase sempre há incertezas sobre a qualidade sonora. Tanto pelo tamanho de cada fone, quanto pelos cortes que precisam ser feitos para introduzir um produto no mercado com qualidade. No Galaxy Buds Pro, há um woofer (de 11 mm) e um tweeter (de 6,5 mm) em cada unidade.

Esse trabalho de engenharia rendeu aos fones um dos melhores desempenhos para quem busca modelos do tipo. Há equilíbrio entre os graves, médios e agudos, fazendo com que os mais variados estilos musicais soem de maneira agradável. Mesmo com frequências baixas ou altas, a experiência é limpa e com agudos nítidos. O som também não é distorcido em volumes muito altos.

Fones de ouvido Galaxy Buds Pro possuem um par de ponteiras com a mesma cor da estrutura geral. Imagem: Wellington Arruda/Olhar Digital

Já os graves são nitidamente mais fortes do que nos Buds+, representando mais expressividade. Tudo isso pode ser gerenciado no equalizador do aplicativo Galaxy Wearable. Entre as seis opções de configurações disponíveis, o modo dinâmico tende a equilibrar as frequências e se mostrou mais agradável com jogos por causa dos graves; já o nítido, por sua vez, dá mais clareza às vozes e instrumentos, embora reduza os graves.

Cada fone possui três microfones, o que vem a ser uma boa adição à linha. Em chamadas, ou então usando o modo de som ambiente, eles trazem mais clareza e suavidade às vozes. O desempenho dentro de casa é muito bom, o que pode ser vantajoso para quem prefere usar fones sem fio para chamadas mais longas, por exemplo.

Recursos do Galaxy Buds Pro

Existem algumas funções importantes que aprimoram a experiência de uso do Buds Pro. O cancelamento de ruído, talvez, é a que mereça mais destaque. Dividido em dois níveis (alto e baixo), a novidade garante que boa parte dos ruídos ao redor sejam silenciados.

Dentro de casa, por exemplo, a função “bloqueia” ruídos de automóveis passando na rua, crianças chorando nos vizinhos ou até músicas sendo reproduzidas do lado de fora, por exemplo. Mas ainda é possível escutar quase tudo, ainda que em um volume bem baixinho, especialmente se a fonte do som estiver mais próxima. É um desempenho bom, mas não algo considerado extremamente silencioso.

Configurações do Galaxy Buds Pro no app Galaxy Wearable para Android.
No geral, os Galaxy Buds Pro também não incomodam tanto com aquela sensação do ouvido estar entupido. Imagem: Galaxy Wearable/Reprodução

A ideia é que os ruídos sejam bloqueados, mas sem tirar totalmente a atenção do usuário. Com o volume da música em 50%, em lugares internos, quase não conseguimos ouvir os ruídos externos. Já em ambientes externos, apenas sons mais específicos, como de automóveis, são percebidos em uma maior intensidade.

Outra função importante é a detecção de voz. Quando o usuário fala, os fones ativam a função de som ambiente e passam a captar o ruído externo e reproduzi-lo no canal auditivo. Isso é feito automaticamente, segundo a Samsung, pois um sensor acelerômetro detecta o movimento da mandíbula.

Esse recurso é tão bacana quanto o ANC. Quando o usuário fala, os fones pausam a reprodução da música e dão mais clareza às vozes (ou ao ruído externo, no caso). Depois de alguns segundos em silêncio, eles voltam a reproduzir a música e desativam o som ambiente automaticamente.

Mas a detecção de voz também apresentou alguns problemas. Em alguns momentos, a função não foi desligada automaticamente. Ela também pode ser ativada quando o usuário canta ou simplesmente fala alguma coisa sozinho, embora seja possível desativar a detecção de voz nos ajustes no app. A Samsung destaca que o recurso de som ambiente também pode ser melhor explorado por usuários com deficiência auditiva.

Ajustes da função de som ambiente no app Galaxy Wearable.
A função de som ambiente dos Buds Pro possui quatro níveis, que podem tornar ruídos distantes mais aparentes nos fones. Imagem: Galaxy Buds/Reprodução

Leia mais:

Por outro lado, não pudemos testar a troca automática entre dispositivos, função disponível para gadgets da Samsung. Entretanto, o pareamento (e a troca manual) entre outros dispositivos – smartphones, tablets, notebooks – é bem rápido.

Bateria não supera expectativas

Em termos técnicos, a bateria de cada um dos Galaxy Buds Pro possui 61 mAh de capacidade. Já o estojo possui 472 mAh, o que garante quase três recargas no total para cada unidade do fone. Segundo a Samsung, cada Buds Pro tem duração de 8h de reprodução sem o ANC, ou 5h com o recurso ativado.

Com o cancelamento de ruído ativo e volume da música em 50%, conseguimos uma média de 4h52 de reprodução contínua, um pouco abaixo das 5h prometidas pela companhia. Já com o recurso desativado, fomos capazes de reproduzir músicas por quase 9h (8h43).

Galaxy Buds Pro e estojo de carregamento.
Segundo a Samsung, com a bateria do estojo, bateria do Galaxy Buds Pro pode durar 18 horas com o ANC ativado. Imagem: Wellington Arruda/Olhar Digital

Em suma, a média de autonomia dos novos fones de ouvido sem fio da Samsung é apenas aceitável e não se sobressai em relação aos AirPods Pro, que garantem até 4h30 de reprodução com o ANC. O novo modelo também perde em autonomia para o Buds+ (que promete 11h de reprodução), mas ganha em qualidade sonora e outros recursos.

Já em termos de carregamento, os Buds Pro podem ser bons aliados para quem prefere cargas mais rápidas. Em apenas dez minutos no estojo, a bateria carregou até 29% de cada um dos fones; em 15 minutos, ela partiu para 42% em cada.

Vale a pena?

Fones de ouvido sem fio têm se tornado parte dos acessórios indispensáveis para muita gente. Nessa nova geração, a Samsung fez adições importantes e lançou no mercado a melhor versão (até agora) da linha Galaxy Buds. É, de fato, uma ótima opção aos AirPods Pro – que custam R$ 3 mil, contra R$ 1,4 mil dos Buds Pro.

Eles não são excelentes em tudo que fazem, mas representam um bom equilíbrio entre os fones do tipo já lançados pela marca. O design é confortável e não se projeta muito para fora do ouvido, e a qualidade sonora tem um belo destaque. Mas a autonomia de bateria é mediana e, claro, ainda há problemas de toques acidentais ao tentar ajustar cada fone.

Para usuários do Android que buscam uma boa experiência com um modelo TWS de fones, os Galaxy Buds Pro são uma bela opção. Mas, como parte da iniciativa de ampliar o seu ecossistema Galaxy, a Samsung não disponibilizou, até o fechamento desta análise, compatibilidade do novo modelo com o iPhone.

Pelo preço de cerca de R$ 1 mil no varejo, podemos facilmente dizer que os novos Buds Pro podem ser ótimos acessórios para o dia a dia – seja para o trabalho, em treinos ou só para ouvir músicas, podcasts, jogar.